Segundo estudo norte-americano, crianças portadoras de eczema são menos propensas à cura de alergia comum

Crianças com casos mais graves de eczema (lesões da pele também conhecidas como dermatite atópica) estão menos propensas a curar-se da intolerância ao ovo e à lactose, segundo um novo estudo norte-americano.


De acordo com uma equipe formada por pesquisadores do Centro Médico da Universidade Duke, Escola de Medicina da Universidade John Hopkins, Escola de Medicina Mount Sinai, Centro Nacional Judaico de Saúde, Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas e da Escola de Medicina da Universidade de Arkansas, ao contrário das alergias a amendoim ou frutos do mar, as crianças geralmente se curam das alergias ao ovo e ao leite.

Participaram do estudo mais de 500 crianças, entre 3 meses e 15 meses de idade, todas elas alérgicas a ovo ou a leite. Foi avaliada a presença de eczema nestas crianças e o problema foi divido em duas categorias: “inexistente a brando” e “moderado a severo”. Também conhecido como dermatite atópica, o eczema geralmente se manifesta através de irritação, coceira e inchaço da pele.

Durante os dois anos de acompanhamento do estudo, foi constatado que a intolerância à lactose foi curada em 46% das crianças que apresentaram eczema do tipo “inexistente a brando” no início do estudo, comparados às 25% das que apresentaram eczema do tipo “moderado a severo”.

O estudo também revelou que 39% das crianças com eczema do tipo “inexistente a brando” foram curadas da alergia ao leite, em comparação aos 21% daquelas com eczema do tipo “moderado a grave”.

“Estas descobertas serão úteis a médicos que tratam de bebês com eczema e alergia a leite e ovos. Eles poderão oferecer conselhos mais precisos aos pais de filhos com estas condições”, disse Robert A. Wood, chefe de alergia e imunologia pediátrica da Escola de Medicina da Universidade Johns Hopkins.

Como o estudo foi apresentado em um encontro médico, as descobertas ainda devem ser consideradas preliminares até que sejam publicadas em um periódico especializado.

(Tradução: Claudia Batista Arantes)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.