Pode usar adesivo de nicotina durante a gestação?

Por iG São Paulo

Texto

O adesivo contém nicotina – mesmo em menor quantidade, a substância é prejudicial aos bebês

Stefan
O uso da nicotina, mesmo em um adesivo, durante a gestação pode fazer muito mal ao bebê
Grávidas não podem usar adesivos de nicotina. O médico pneumologista da Divisão de Controle do Tabagismo do INCA (Instituto Nacional do Câncer), Ricardo Henrique Meirelles, explica que o uso da nicotina durante a gestação pode retardar do desenvolvimento cerebral e inibir a maturação pulmonar do feto – e o monóxido de carbono aumenta ainda mais o risco desses danos. “Ao usar os adesivos, a mãe estaria recebendo uma concentração menor de nicotina, sem monóxido de carbono. Mas estudos científicos demonstraram que uso de adesivos de nicotina na gestação levaram a sérios efeitos adversos, especialmente parto prematuro”, afirma o pneumologista.

Leia mais: Gravidez semana a semana 

O farmacêutico Rogério Hoefler, do Centro Brasileiro de Informação sobre Medicamentos do Conselho Federal de Farmácia, reforça a necessidade de estimular a gestante tabagista a consultar médicos e psicólogos em busca de tratamento. “O uso de remédios deve ser evitado. As situações especiais requerem avaliação médica quanto aos riscos e benefícios do uso de medicamentos”, completa.

Segundo Ricardo Meirelles, o esforço vale a pena tanto para a saúde da mãe quanto para a saúde do filho. “O tabagismo na gravidez é responsável por aborto espontâneo, baixo peso ao nascer, parto prematuro, morte perinatal, placenta prévia (quando a placenta implanta-se no colo do útero, provocando sangramentos e comprometendo a oxigenação do bebê), descolamento de placenta, redução do calibre das vias aéreas – o que dificulta a respiração da criança – e déficit de aprendizado”, lista.

Saiba tudo que a grávida pode ou não pode fazer durante a gestação


Leia tudo sobre: pode ou não podegravideznicotinacigarro
Texto

notícias relacionadas