Pode manter animais domésticos de casa durante a gravidez?

O ideal é ter alguém para limpar a caixinha do animal

iG São Paulo

Stefan
Cuidado deve ser maior com gatos
Grávidas podem ter cães e gatos, mas com cuidados redobrados. Debora Rodrigueiro, professora do departamento de Morfologia e Patologia da PUC-SP, explica que o parasita responsável pela infecção por toxoplasmose pode ser transmitido pelo contato com as fezes de gatos, mas isso não significa que o animal deve ser isolado. “Para evitar a infecção, basta não mexer ou limpar as fezes dos gatos”, orienta.

Leia mais: Gravidez semana a semana

Segundo ela outros animais domésticos, como os cães, não transmitem o parasita. A ginecologista e obstetra Cláudia Garcia Magalhães, da Faculdade de Medicina de Botucatu (Unesp), dá a mesma recomendação. “Caso tenha gato em casa, a tarefa de limpar as fezes deve ser delegada a outra pessoa”, explica. Se não dá para delegar, o ginecologista Odair Albano indica às gestantes o uso de luvas descartáveis para manipular urina, fezes e secreções do animal.

Ainda com todos os cuidados, manter os pets é uma opção da gestante. Alguns profissionais contra-indicam a convivência com os bichos. O ginecologista Luiz Ferraz de Sampaio Neto, da Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Sorocaba, orienta as mulheres que nunca tiveram a doença – e, portanto, tem nenhum ou poucos anticorpos contra a toxoplasmose – a não manipular gatos ou qualquer outro animal que possa ser veículo de transmissão do parasita, como pombos e galinhas.

Saiba tudo que a grávida pode ou não pode fazer durante a gestação

    Leia tudo sobre: pode ou não podegravidezgatoscachorrospets

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG