Não. Mesmo quem já faz o tratamento deve interrompê-lo

Antivarizes: mesmo quem já faz o tratamento deve parar
Stefan
Antivarizes: mesmo quem já faz o tratamento deve parar
Grávidas não devem fazer tratamentos antivarizes. As mudanças hormonais e o aumento da pressão sanguínea nas pernas – provocado pelo crescimento do útero– favorecem o aparecimento ou podem piorar o quadro de varizes durante a gravidez, mas os tratamentos para este mal devem esperar. Quem já faz tratamento para varizes superficiais também deve interrompê-lo na gestação. “O tratamento que se faz através da ‘esclerose dos vasos’ – também conhecida como ‘secagem dos vasos’ – usa medicamentos contra-indicados para esta fase”, explica o ginecologista Luiz Ferraz de Sampaio Neto, professor da Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Sorocaba (PUC-SP).

Leia também: Gravidez semana a semana

Para prevenir o aparecimento de vasos e varizes durante a gestação, a recomendação é usar meias elásticas e evitar o ganho excessivo de peso. “O ideal é esperar o término na gestação para fazer os tratamentos, pois a tendência é de melhora das varizes com o fim da gravidez”, o dermatologista Gilvan Alves, membro da Sociedade Internacional de Dermatologia Cosmética. Para casos mais graves a chefe da Dermatologia da Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp, Aparecida Machado de Moraes, recomenda: “Se as varizes estão trazendo sintomas como dor, inchaço nas pernas e sinais de inflamação nas veias, procure um cirurgião vascular ou angiologista. Ele indicará os tratamentos e cuidados adequados para cada caso”.

Saiba tudo que a grávida pode ou não pode fazer durante a gestação



    Leia tudo sobre: gravidez
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.