Seja fazendo máscaras artesanais ou cozinhando, aproveite o feriado para se divertir sem precisar sair de casa

Teodoro e o pai se divertem com adereços feitos em casa
Arquivo pessoal
Teodoro e o pai se divertem com adereços feitos em casa
Curtir o sossego e os benefícios da própria casa é outra forma de aproveitar – e muito – o carnaval. A ausência de uma programação externa não passar em branco. Às vezes, é bem ao contrário, como explicam duas especialistas em fazer a festa em casa.

Máscaras com as crianças

A designer e artesã Denize Barros, proprietária do escritório CriaReal, é uma veterana do carnaval. Recifense, conhece desde pequena as histórias da origem da festa. Agora que o filho Teodoro completou 8 anos, já consegue contar em detalhes para ele todas as tradições que conheceu ao longo de uma vida carnavalesca.

“Meus pais se conheceram em um baile e eu sempre fui muito ligada na festa, em celebrar essa mudança que vem com o solstício, a troca de estações”, conta Denize. Desde que Teodoro era pequeno, mãe e filho se acostumaram a trabalhar juntos para elaborar uma festa caseira, mas muito animada. “Sempre fizemos nossas fantasias, porque aquelas prontas são bem pouco originais, com muitos personagens da TV e qualidade discutível”, opina.

Com Teodoro, Denize já usou caixas de papelão para montar uma fantasia de robô, preparou máscaras e coroas de cartolina, papelão, tecido e botões, costurou capas, usou roupas velhas e pintou muita camiseta para dar vazão à criatividade. E foi assim que Teo se viu vestido de jedi, cavaleiro templário, cangaceiro e muitos outros personagens.

Leia também
Faça com seu filho: cinco brinquedos de sucata passo a passo
7 atividades para fazer com seu filho gastando pouco (ou nada)
15 ideias de presentes educativos e legais

“É uma época única para estarmos juntos e ainda convidar os amigos para fazer todas essas maluquices. Essa irreverência é que marca o carnaval e, na maioria das vezes, a preparação é ainda mais legal que pular com as músicas em si”, conta a mãe.

Este ano, como Teodoro já está mais grandinho, ele e Denize decidiram fazer máscaras. “Elas podem ser compradas brancas, de plástico e bem baratas em casas de artigos para festa. Depois, usamos tinta para pintura a dedo, fitas, canudos e outros materiais de artesanato para decorar conforme o gosto da criança. Teo quis uma com um bigode bem longo, e rimos demais fazendo”, diz Denize.

Uma opção de diversão é preparar receitas fáceis com as crianças
Thinkstock/Getty Images
Uma opção de diversão é preparar receitas fáceis com as crianças
Folia de forno e fogão

Com alguns ingredientes básicos, a cozinha pode ser palco de uma receita carnavalesca que pais e filhos curtem juntos. Como a festa não é exatamente uma celebração com comida específica, a inspiração fica a cargo das decorações. Como ao preparar, com os pequenos, uma receita simples de muffins criada pela chef e produtora culinária Fabiana Badra Eid.

Leia também:
Crianças praticam paciência e conceitos escolares na cozinha
Leve seu filho para a cozinha

“A cozinha pode ser a melhor integração entre as famílias no carnaval, aproveitando para conversar sobre a tradição, suas origens e o que ela representa e, ao mesmo tempo, produzindo algo de comer gostoso e colorido como a festa”, diz Fabiana, que indica acompanhar os bolinhos com suco de frutas frescas e refrescantes para o calor. É aquecer o forno, batucar nas tigelas e usar os confeitos mais divertidos para brincar um carnaval que traz alegria de toda forma – até culinária.

>>> Veja a receita dos bolinhos de carnaval aqui

Histórias pra pular

Outra forma muito bacana de curtir o feriado em casa é convocar as crianças para uma rodada de contação de histórias. Como no Brasil o carnaval é uma grande mistura de influências europeias e africanas, recheada de personagens, danças e tradições, nada melhor do que colocar toda a criatividade para fora e se munir de fantasias e objetos para contar tudo isso aos pequenos.

A arte educadora Thetê Rollo, de São Paulo, dá algumas dicas. “Todo material pode ser usado para fazer os itens típicos: chocalhos com garrafas plásticas e arroz; balangandãs e outras brincadeiras com tiras de papel crepom e jornal”.

Thetê sugere, além de pesquisar e inventar boas histórias temáticas, usar marchinhas antigas para dar mais clima. “A melhor forma de prender a atenção dos pequenos é mostrar a emoção da história”, ela diz. O bom contador é o centro da boa diversão.

Continue lendo:

>>> Como curtir o carnaval com as crianças


Dicas para viajar com as crianças no carnaval
Dicas para pular o carnaval com as crianças

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.