Se utilizados com moderação, os jogos eletrônicos causam impactos positivos para o crescimento dos pequenos

As brincadeiras colaboram para um crescimento saudável da criança, mas quando o assunto é videogames os especialistas se dividem, deixando os pais com muitas dúvidas. Permitir ou não os jogos eletrônicos na rotina dos filhos?

Pode-se dizer que os games auxiliam no desenvolvimento de funções importantes do cérebro, como o raciocínio lógico, a tomada de decisões e a estratégia, por exemplo. Se os jogos forem incluídos em horários estipulados e com linguagem própria para cada faixa etária, o momento não será apenas de diversão – mas também de aprendizado.

“Existem empresas que estudam a fundo essas questões, e normalmente conseguem entregar produtos que ajudam e muito a formação de uma criança, desde suas capacidades intelectuais até conceitos como ética e cidadania”, diz Mitikazu Lisboa, CEO da Hive Digital Media, empresa desenvolvedora de games.

Listamos uma série de jogos indicados para crianças e que vão ajudar seu filho a aprimorar as habilidades enquanto se diverte. Confira!

Regras e horários

Para muitos pais é difícil estipular uma idade adequada para o primeiro contato com os jogos eletrônicos. “É importante reconhecer que a nova geração já vive em um ambiente tecnológico, onde as informações e os estímulos são mais intensos que as gerações anteriores”, comenta Paulo Henrique Ferreira, assessor pedagógico do Sistema Maxi de Ensino.

No entanto, os pais devem decidir o quanto a criança é exposta a esse tipo de brincadeira, a fim de não comprometer o seu desenvolvimento físico e cognitivo. “Os pais podem estipular dias e horários para seus filhos usarem os jogos eletrônicos. Assim, a criança não perde o interesse em se relacionar com outras crianças”, opina Viviane Buhrer Pereira, psicóloga e coordenadora pedagógica do colégio Liceu Santa Cruz.

Como deixar os games participarem do dia a dia da criança

Já vimos que proibir o seu filho de jogar não é a melhor solução. O ideal é o monitoramento constante dos pais para esse momento de diversão ser saudável. Existem algumas dicas importantes que você deve seguir:

- Veja a classificação etária do jogo antes de comprar.

- Jogue antes para ter uma percepção do game. Será mais fácil para você avaliar se o jogo é adequado para o seu filho.

- Determine o horário de jogar junto ao seu filho. Isso vai ajudar a respeitar o momento de iniciar uma nova atividade.

- A família pode jogar junto. Esse momento é de descontração e intensifica o desenvolvimento da criança, além de aproximá-la dos pais.

* o iG não se responsabiliza pelos preços informados (consultados em setembro/2014). Para versões dos jogos para outros consoles e sistema operacional, consulte fabricante.

Serviço:

Xbox

iTunes

Google Play

Playstation

Saraiva

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.