Pequenas atitudes dos pais influenciam no desenvolvimento da criança. Aprenda como fazer seu filho aprimorar as habilidades

Os primeiros anos de vida da criança são a base do seu desenvolvimento físico, mental e social. Isso acontece devido às conexões cerebrais estarem em plena formação – por isso é essencial que o bebê seja estimulado desde o primeiro dia de vida.

Essa responsabilidade não deve preocupar os pais: tarefas simples adotadas no dia a dia da criança vão auxiliar no processo de amadurecimento. Conversar com o bebê na hora da alimentação, oferecer brincadeiras e dar carinho são exemplos de como estimular o seu filho.

Para ajudar você com os estímulos indicados durante os primeiros anos de vida da criança, listamos algumas dicas simples para fazer logo após o nascimento. Confira.


Antes de começar a oferecer uma série de atividades para os pequenos, é importante que você respeite a capacidade e o ritmo do seu filho. Nesse processo, as pequenas conquistas são importantes. “É recomendável trabalhar o desenvolvimento como camadas de uma pirâmide: à medida que cada uma é alcançada, passamos para a próxima, mais complexa”, orienta a psicomotricista Maria Helena D’Ancora, palestrante do I Encontro Brasileiro de Longevidade e Qualidade de Vida da Sociedade Brasileira para Estudos da Fisiologia (SOBRAF), em São Paulo.

Como os estímulos devem começar após o nascimento, uma sugestão para isso são os móbiles e o tapete de atividades, onde o bebê fica deitado com brinquedos à sua volta. Quando a criança já tem mais firmeza no pescoço, as atividades aquáticas são uma excelente opção, pois permitem que ela descubra um novo ambiente.

A especialista sugere que as atividades em espaços abertos sejam propostas à criança. Brincar de bola, bambolê e até correr proporcionam explorar o ambiente e o corpo. “A gente vive em uma sociedade em que as crianças ficam muito no carrinho ou no colo. Entretanto, é no chão que elas podem ser estimuladas. É muito importante que os pais percam o medo de deixá-las brincarem”, diz.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.