Conheça os livros que fizeram a cabeça de pais e mães das gerações anteriores e saiba por que eles viraram sucesso

No universo das grávidas – e grávidos – o que não falta é sede de informação. Um bebê a caminho traz à tona as mais diversas emoções e suscita uma série de dúvidas, angústias, alegrias, curiosidades, desejos. Hoje, as perguntas são respondidas em questão de segundos: basta uma busca na internet e uma enxurrada de artigos, sites, blogs e guias estão disponíveis. Mas nem sempre as informações online contam com tanta credibilidade quanto os livros assinados por especialistas.

Por muito tempo a literatura especializada foi a única alternativa para gerações e gerações de mães e pais ávidos por conhecimentos. Cada época teve a sua “bíblia da maternidade”. Reunimos os títulos que guiaram os pais em tempos diferentes e damos uma amostra de como esses livros encaravam (e encaram até hoje) a experiência da maternidade e da paternidade.

O Dr. Dafoe's Guidebook for Mothers: primeiro obstetra famoso
Reprodução
O Dr. Dafoe's Guidebook for Mothers: primeiro obstetra famoso
>>> Anos 30: Dr. Dafoe's Guidebook for Mothers

Autor: Allan Roy Dafoe
Exemplares vendidos: desconhecido
Editora: Julian Messner
Primeira edição: 1936

Porque fez sucesso: o obstetra canadense Allan Roy Dafoe ficou famoso ao realizar um parto de quíntuplos, que nessa época dificilmente sobreviviam à infância. A história do médico passou então a se confundir com a dos próprios bebês, pois ele se tornou tutor das cinco irmãs Dionne. Seu sucesso foi tanto que acabou inspirando um personagem para um filme.

Porque caiu em desuso: o título não chegou a ser traduzido no Brasil, mas muitas mães devem ter ouvido falar do guia, devido ao sucesso na época. Como é um livro da década de 30, as disparidades, sobretudo em relação aos conhecimentos médicos, são grandes em relação a hoje. Mas a leitura é no mínimo curiosa, pois revela os padrões de cuidados e da maternidade da época.


>>> Anos 60 e 70: Meu Filho, Meu Tesouro

Autor:
Benjamin McLane Spock
Exemplares vendidos: mais de 50 milhões
Editora: Record
Primeira edição: 1946 (no Brasil, 1960)

Porque fez sucesso: foi considerado o manual definitivo e revolucionário de puericultura do período pós-guerra, continuando a ser referência até a década de 70. É instrutivo e bem detalhado, com dicas práticas de cuidados com o bebê desde o nascimento – como amamentar, intervalos de mamadas, banhos, sono, desenvolvimento – até a puberdade. O interesse do autor por psicologia influenciou seus métodos, pouco tradicionais para a época. Em algumas passagens do livro, a preocupação com o lado psicológico dos pais é evidente e reforça a autoconfiança, a intuição e o bom senso como os maiores aliados para o cuidado e a educação dos próprios filhos.

Algumas das capas de
Reprodução
Algumas das capas de "Meu Filho, Meu Tesouro", clássico do Dr. Benjamin Spock


Porque caiu em desuso: já se vão 70 anos desde a sua primeira edição. De lá para cá, os valores familiares mudaram e muitos conhecimentos científicos foram atualizados. O livro traz dicas para identificar e cuidar de doenças como coqueluche, difteria, tuberculose, raras hoje em dia. Também não considera a amamentação essencial, provavelmente pela falta de conhecimento suficiente à época sobre os benefícios da lactação. A participação paterna, embora seja incentivada, ainda é coadjuvante.

Trecho:
“Não leve muito a sério tudo que dizem os vizinhos. Não se intimide com o que dizem os entendidos. Não receie confiar em seu próprio bom senso. Educar seu filho não será tarefa complicada se você não se afobar, se confiar em seus próprios instintos e seguir as diretrizes dadas por seu médico. Sabemos, com certeza, que o afetuoso cuidado que os pais carinhosos dispensam a seus filhos é cem vezes mais valioso que saber a maneira de prender a fralda no lugar certo ou preparar a mamadeira corretamente”.

Reprodução
"A Vida do Bebê", do Dr. de Lamare: primeiro representante brasileiro dos guias de maternidade
>>> Anos 80: A Vida do Bebê

Autor:
Rinaldo De Lamare
Exemplares vendidos: cerca de 7 milhões
Primeira edição: 1941
Editora: Ediouro

Porque fez sucesso:
é o primeiro ícone nacional do gênero. Apesar de ter sido lançado antes do “Meu Filho, Meu Tesouro”, o “livro do De Lamare”, como ficou conhecido, acompanhou mães de muitas gerações, do final da década de 60 até a década de 80. Sem radicalismos, o pediatra expõe com detalhes o desenvolvimento do bebê dia a dia, durante o primeiro mês, e depois mensalmente, até completar 18 meses. A linguagem é acessível e vários capítulos apresentam instruções em itens, facilitando a leitura e a compreensão.

Porque caiu em desuso: Ainda é recomendado por alguns especialistas, mas não é mais tão completo como antigamente. A oferta de títulos mais atualizados nesse gênero e o surgimento da internet fez com que grandes obras de referência do passado perdessem um pouco da validade. Há também excesso de detalhamento: seja no tamanho que deve ter um recém-nascido, como deve ser seu pulso, sua respiração, seu sono, sua temperatura – todas as informações são minuciosas e, segundo alguns especialistas, em vez de conforto e segurança, acaba causando confusão e apreensão em muitas mães.

Trechos:
“Todos os bebês devem ser tratados com atenção e competência. Sua saúde nos dois primeiros anos é fundamental para toda a vida. Os melhores cuidados com ele nesta fase (o propósito deste livro) são indispensáveis para a formação de uma personalidade saudável.”

“... os pais não devem ficar proibindo sua criança de brincar com areia ou de pisar no ladrilho ou no cimento constantemente com gritos e tapas. Deve haver acordos e conversas razoáveis antes de qualquer repreensão”.

Reprodução
"O que esperar quando você está esperando": tentativa de desmistificar a gestação
>>> Anos 90/ano 2000: O Que Esperar Quando Você Está Esperando


Autores: Heidi Murkoff, Arlene Eisenberg e Sandee Hathaway
Exemplares vendidos: 10 milhões
Primeira edição: 1985
Editora: Record

Porque foi (e é) um sucesso:
tem dicas muito atuais sobre planejamento da gravidez, incluindo situações como a idade maternal avançada, rastreamento de cromossomopatias e exames pré-natais. Aborda os 9 meses de gestação, semana a semana, até o nascimento. Resultado de uma ampla pesquisa junto a centenas de casais, reúne informações completas sobre exercícios, sexo durante a gestação, exames específicos, amamentação e muitos outros assuntos que podem ser consultados aleatoriamente, de acordo com o índice remissivo. Também conforta os pais com um capítulo dedicado somente a eles. Escrito a partir da experiência de gestação de uma das autoras, procurar desmistificar os medos e preocupações que rondam a gravidez.

Trechos: “Onde encontrar uma palavra que me tranquilizasse, dizendo que tudo estava indo bem? Não nos livros sobre gestação que se empilhavam na minha mesinha de cabeceira. Não encontrei uma única referência sobre a inatividade fetal durante alguns dias no quinto mês como fenômeno comum e normal. Nem uma referência às quedas acidentais da gestante – que quase sempre são inócuas para o bebê.
(...)
Assim (...) nasceu O que esperar quando você está esperando . Ele é dedicado aos casais de todas as partes e foi escrito na esperança de que ajude os futuros papais e as futuras mamães a se preocuparem menos e a desfrutarem mais da gestação.”

Divulgação
"A Bíblia da Gravidez": adaptada à realidade nacional
>>> Anos 2010: A Bíblia da Gravidez

Autores:
a versão brasileira conta com a consultoria editorial dos médicos Wladimir Taborda e Alice D’Agostini Deutsch
Exemplares vendidos: cerca de 20 mil
Primeira edição: 2005
Editora: CMS

Porque foi (e é) um sucesso: é a publicação completa mais recente. Por conta disso, é bem atualizada e, principalmente, adaptada aos padrões de costumes e cultura brasileiros, já que inclui consultoria de profissionais locais. Esta é uma das grandes vantagens da publicação, também muito caprichada no aspecto visual: muitas das ilustrações são em tamanho real e há páginas dobráveis especiais, cobrindo os marcos principais de cada trimestre, facilitando o acompanhamento das épocas para os exames e check-ups importantes. Traz também um passo a passo ilustrado para facilitar a administração de todos os aspectos envolvidos nos cuidados com a criança.

Veja abaixo mais sete títulos indicados por especialistas:




Leia aqui mais informações sobre os livros acima


 Leia mais
Pintar o cabelo? Tomar café? Saiba o que a grávida pode ou não fazer na gestação
Guia do Bebê: desafios e características dos zero aos doze meses
Gravidez semana a semana: veja o desenvolvimento do seu bebê e as modificações no seu corpo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.