Tamanho do texto

O caso ganhou repercussão depois que as mães publicaram sobre o ocorrido no Facebook e está sendo investigado por autoridades de Washington, EUA

Duas mães estão acusando funcionários da creche onde seus filhos passam o dia de terem depilado as sobrancelhas das crianças sem autorização. O caso viralizou nas redes depois que as mulheres publicaram a denúncia nas redes sociais , a fim de alertar a administração da Universidade "Columbia Basin College", onde está localizada a creche "Boys and Girls Club", nos Estados Unidos.

Leia também: Pai obriga filha a cortar os cabelos como punição por ter feito luzes

A mãe publicou um post no Facebook acusando uma funcionária da creche de ter depilado as sobrancelhas da filha
Reprodução/Facebook/Alyssa Salgado
A mãe publicou um post no Facebook acusando uma funcionária da creche de ter depilado as sobrancelhas da filha





Alyssa Salgado, de 19 anos, escreve que notou a marca vermelha depois de buscar a filha de dois anos da creche, localizada na cidade de Pasco, estado de Washington. No início, ela achou que era um machucado, mas ao analisar de perto, percebeu que os pelos entre as sobrancelhas da filha haviam sido retirados com cera.

Na publicação, ela compartilha fotos da menina antes e depois do caso, destacando a diferença, e afirma que conversou com a direção do local através de mensagens de texto. Alyssa ainda levou a filha para uma conversa com a diretora, mas, mais uma vez, a mulher fugiu do assunto.  "Eu sou uma mãe e nada disso deveria ter acontecido, eles não tem o direito de tocar na minha filha", diz na postagem.

"Minha filha nasceu de mim e eu amo toda e qualquer coisa sobre ela, e essas 'mulheres' se acharam no direito de corrigir a aparência dela. Eu não vou deixar esse caso passar despercebido." Alyssa também relata que algo semelhante aconteceu à outra criança, dessa vez um menino, também na mesma creche. 


Leia também: "Desafio do desodorante" gera alerta sobre o que crianças acessam na internet

Glenda Maria Cruz, a mãe do menino em questão, também compartilhou imagens do filho antes e depois da "depilação" em uma segunda publicação denunciando a creche . "Nunca achei que algo assim aconteceria com meu filho", afirma. "Meu filho não sabe falar, ele é só um bebê e não consegue se defender, ele não tem nem dois anos de idade ainda." 

Glenda também diz que a direção confrontou os funcionários, mas nenhum deles assumiu a culpa. Além disso, ela relata que a diretora afirmou que "ninguém a está obrigando a levar a criança para aquela creche". "Mas eu estou pagando pelos cuidados, não para depilarem o meu filho", desabafa. 


Leia também: Mãe vira alvo de polêmica ao pedir maquiagem toda produzida para a hora do parto

Resposta

A publicação de Alyssa recebeu mais de 17 mil reações no Facebook e foi compartilhada mais de 24 mil vezes. A maioria dos compartilhamentos são de outros pais e mães, indignados com o ocorrido. De acordo com o canal local "KEPR", o caso está sendo investigado por autoridades locais e as duas mães retiraram as crianças da creche. 

A universidade também se manifestou nas redes sobre o caso da depilação das sobrancelhas. "O 'Boys and Girls Club', o distrito escolar da cidade de Pasco e a 'Columbia Basin College' levam essas acusações muito a sério e vão trabalhar juntos em apoio à investigação", afirma. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.