Os pais de Kelsey compartilham a guarda da garota de 13 anos, mas, mesmo com autorização da mãe, o pai da garota não aceitou o novo visual e a puniu

Para comemorar o aniversário de 13 anos, Kelsey Johnson tinha o desejo de fazer luzes nos cabelos . Pensando nisso, a mãe da garota decidiu presenteá-la com uma ida ao salão de beleza, autorizando a mudança de visual. Porém, o pai e a madrasta da adolescente não gostaram nem um pouco do ato e, como punição, obrigaram Kelsey a cortar os cabelos. 

Leia também: Para ensinar o valor do dinheiro, mãe cobra "aluguel" da filha de apenas 5 anos

Kelsey recebeu autorização da mãe para fazer luzes no cabelo, mas foi obrigada a cortá-los como punição do pai
Reprodução/Facebook/Christin Johnson
Kelsey recebeu autorização da mãe para fazer luzes no cabelo, mas foi obrigada a cortá-los como punição do pai

Em uma publicação no Facebook, a mãe de Kelsey, Christin Johnson, denunciou a punição  aplicada pelo ex-marido e pela madrasta, publicando uma foto da filha com as luzes e outras duas da menina depois do corte de cabelo. "Essa era a aparência da minha filha quando eu a levei para casa [do pai] e as outras duas fotos são do que aconteceu hoje, antes de ela ser trazida de volta para minha casa", explica a mãe.



Leia também: "Desafio do desodorante" gera alerta sobre o que crianças acessam na internet

A publicação está recebendo muita atenção nas redes sociais - até agora, ela já soma mais de 37 mil reações - e gerou revolta de muitos seguidores, que acusaram o casal de adultos de abuso físico e emocional. A postagem também mobilizou muitas pessoas que vivem na cidade de Fostoria, nos Estados Unidos, e Kelsey ganhou uma peruca para melhorar a autoestima. "Ela ganhou seu sorrido de volta por causa de vocês e do seu ato altruísta", escreveu a mãe em uma segunda publicação. 

A mãe publicou uma segunda foto, de Kelsey com a peruca, depois que a comunidade da cidade  se mobilizou pelo caso
Reprodução/Facebook/Christin Johnson
A mãe publicou uma segunda foto, de Kelsey com a peruca, depois que a comunidade da cidade se mobilizou pelo caso






Leia também: Mãe australiana produz leite rosa após comer sanduíche e fica em choque

Investigação 

De acordo com o "Fox 8 News", o chefe de polícia Colby Carroll afirma que o caso está aberto para investigação como potencial caso de abuso infantil , em razão da punição exagerada. "Trabalho como policial desde 1992 e nunca vi um caso que posso dizer que se parece com esse. A mãe está claramente abalada pela forma como a filha foi tratada", afirma o policial.

O juizado de menores também foi acionado, mas a guarda da garota segue sendo compartilhada entre Christin e o ex-marido. O pai e a madrasta de Kelsey são bombeiros e foram afatados do trabalho por conta da investigação. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.