“Por favor, compartilhem, pois eu gostaria que suas mães, namoradas e esposas vissem como eles se comportam”, escreveu a mãe nas redes sociais

Assentos preferenciais no transporte público são reservados a idosos, gestantes, mulheres que estão amamentando, pessoas com deficiência e pessoas que estão acompanhadas por crianças de colo. No entanto, a britânica Bryony Esther Atterton, 32 anos e mãe de três crianças, não foi respeitada quando tentou amamentar a filha de pouco mais de um ano no trem.

Leia também: Até quando amamentar? Fotógrafa faz vídeo e fala de amamentação até os 7 anos

Mãe faz publicação em rede social dizendo que foi obrigada a amamentar em pé após ninguém ceder o lugar no trem
Reprodução/Facebook
Mãe faz publicação em rede social dizendo que foi obrigada a amamentar em pé após ninguém ceder o lugar no trem

Bryony publicou em sua conta do Facebook uma foto desse episódio e fez um desabafo sobre a situação. A mãe escreveu que se viu obrigada a amamentar em pé quando percebeu que nenhum passageiro do trem cederia o lugar a ela e ao bebê . "Precisei ficar em pé no trem enquanto amamentava meu bebê graças ao bando de charmosos que dão mais prioridade à suas malas e seus cigarros", desabafou.

Ela completou a publicações dizendo que além de ninguém ceder o lugar, um ciclista ocupou a área do vagão destinada a cadeirantes. “Por favor, compartilhem, pois eu gostaria que suas mães, namoradas e esposas vissem como eles se comportam”, finalizou.

Leia também: Manequins aparecem amamentando em shopping e projeto faz sucesso

Repercussão

O pedido da britânica surtiu efeito. Poucos minutos após a publicação, a imagem já havia sido compartilhada por mais de 30 mil pessoas e acumulava uma série de comentários, tanto positivos quanto negativos. Muitos internautas se solidarizaram com Bryony e falaram que o episódio havia sido um desrespeito contra ela.

No entanto, várias pessoas reagiram de forma negativa, alegando que ela estava apenas tentando aparecer e questionaram o motivo dela não ter pedido um lugar para se sentar. A jovem respondeu dizendo que até chegou a pedir para sentar no lugar que estava sendo ocupado por uma mala, mas não obteve resposta.

Leia também: Amamentação - as posições mais confortáveis para você e para o bebê

"Eles sabiam que eu estava amamentando. Fiquei ali por alguns minutos e ainda assim eles me ignoraram completamente. A mala estava sendo usada como superfície para eles enrolarem cigarros", respondeu. Mas parece que a resposta da mãe não foi o suficiente para algumas pessoas. "É terrível, sim! Mas, sejamos francos, mulheres fortes simplesmente pedem o assento. É isso o que eu faço se eu sinto que preciso mais que alguém", escreveu outro internauta.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.