Rinite, asma e dermatite atópica. Saiba como identificar os sintomas das alergias mais comuns durante o período da gestação

É muito comum que algumas mulheres desenvolvam alergia na gravidez. As mais recorrentes são rinite, asma e dermatite atópica, que podem ser consequências das alterações hormonais que acontecem no período. 

Leia também: Sete dicas para uma gravidez saudavel

Cerca de 8% das mulheres tem alergia na gravidez
Shuttersock
Cerca de 8% das mulheres tem alergia na gravidez


Veja quais são os sintomas mais recorrentes e como identificar alergia na gravidez :

Rinite

De acordo com a médica Fátima Emerson, da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI), os sintomas da rinite aparecem em cerca de 20% das gestantes. Os principais são: coriza, espirros, coceira no nariz, entupimentos nasal, olhos avermelhados e lacrimejando. Por conta disso, é muito comum que algumas mulheres confundam a rinite com gripes e resfriados. 

A médica explica que quando a mulher tem rinite, pode piorar na gravidez. Em casos mais raros, a doença é resultado da gestação e desaparece após o parto. Além disso, a rinite pode ser um fator de risco para asma e para o surgimento de sinusite. 

Leia também: Enjoos matinais podem sinalizar gravidez mais saudável

Asma

Estudos apontam que cerca de 8% das mulheres gestantes têm asma .  No geral, as crises de asma acontecem entre a 24ª e a 36º semana de gravidez e são raras nas últimas semanas e durante o trabalho de parto.

“A asma pode e deve ser tratada durante a gestação", diz Flávia. De acordo com ela, as mulheres que apresentam a doença devem ter acompanhamento médico contínuo para normalizar a função pulmonar, a oxigenação sanguínea e evitar crises.

Dermatose alérgica

Existem três tipos de darmatose alérgica que são mais comuns entre as gestantes. São elas: urticária, angioedema e dermatite atópica . Todas ocorrem por conta das alterações hormonais da mulher nessa fase. . “A urticária se caracteriza pelo aparecimento de placas avermelhadas na pele que coçam muito e têm duração rápida e localização variável", explica a especialista. 

De acordo com Fátima, é caracterizado como angioedema quando a dermatose atinge camadas mais profundas da pele. É possível identificar quando lábios, pálpebras, mãos, pés, área genital e rosto incham. Já a dermatite atópica, aparece como uma inflamação na pele e coceira. 

Leia também: Alergia ao calor existe? Veja como identificar as reações do bebê

Cuidados

Alguns cuidados são necessários quando os sintomas da alergia na gravidez começam a aparecer. Recomenda-se evitar o uso de remédios durante o primeiro trimestre de gestação, já há risco para o feto. Também orienta-se não começar tratamento com vacinas para alergia durante a gestação. Além disso, é imprescindível buscar ajuda médica. 


    Leia tudo sobre: gravidez
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.