A alimentação está diretamente ligada a um desenvolvimento pleno da criança. Quais os riscos que as dietas restritivas apresentam nessa fase da vida? Assista ao debate

São os pais os responsáveis por introduzir alimentos na vida de uma criança. Elas, normalmente, seguem os exemplos que possuem dentro de casa. Mas o que acontece no caso de famílias que optam por dietas que restringem o consumo de determinados tipos de alimentos, como a vegetariana? A opção feita pelos adultos deve ser imposta às crianças?

De acordo com a representante da Sociedade Vegetariana Brasileira e coordenadora do grupo Revolução da Colher , Súlivam Sena, a alimentação vegetariana desde a infância traz benefícios de saúde em longo prazo. “Não vejo nada que seja de origem animal como importante”, afirma. Ela explica que os nutrientes desses alimentos podem vir de outras fontes. E Súlivam completa: “Respeito muito as pessoas, mas não consigo respeitar e aceitar o fato de matar o animal e comê-lo. É como se tivesse que respeitar um estupro, um assassinato”.

Já para a colunista do iG  e criadora do site Crianças na Cozinha , Pat Feldman, se os pais zelarem pela origem dos alimentos, a criança só tem a ganhar com o consumo de carne. “Nenhuma reposição sintética de nutrientes é tão eficiente quanto a que temos com o que a natureza nos oferece”.  Para ela, é natural o abate de animais para a alimentação e que isso faz parte da natureza, sempre respeitando o que se come.

Assista ao debate abaixo:


Veja outros programas Desafio:
A licença-paternidade deve ser ampliada ou seguir com 5 dias?
Guarda compartilhada é a melhor opção após o divórcio?
Crianças devem usar a internet e ter acesso a redes sociais?

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.