O berço é apontado como um dos locais que mais merecem a atenção dos pais. Especialistas orientam quais itens são verdadeiras armadilhas para crianças pequenas

O Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) divulgou um alerta que pegou alguns pais de surpresa: ao customizar a chupeta dos filhos, o item representa um perigo para a segurança da criança. Isso porque quando se modifica o objeto com pérolas, cristais e outros adornos, as avaliações técnicas feitas anteriormente perdem a validade e a chupeta é considerada um novo produto. E um produto perigoso.

“A chupeta customizada é muito perigosa. Os cristais ou as pérolas podem se soltar representando um risco de sufocação, que está presente em todo objeto pequeno. Além disso, o material pode ser tóxico para o bebê”, alerta a coordenadora nacional da ONG Criança Segura, Gabriela Guida.

>> Veja obejtos perigosos para os bebês dentro de casa:


O maior risco na primeira infância é justamente a asfixia. “Ela pode ocorrer com alimentos ou com o próprio leite, além de objetos pequenos”, explica Marislaine Lumena de Mendonça, presidente do Departamento de Segurança da Criança e do Adolescente da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP).

Leia também: Pediatras querem abolir uso do andador infantil

Ainda segundo Marislaine, o berço é um dos locais que mais merecem a atenção dos pais quando o assunto é sufocamento. “Cobertores, travesseiros e protetores de berço são itens muito perigosos. O bebê pode não conseguir se livrar deles e a respiração ficar impedida”, completa.

Banho e outros riscos

As especialistas também alertam para o perigo dos afogamentos e queimaduras durante o banho e as intoxicações medicamentosas.  “O afogamento na banheira é um acidente silencioso e muito rápido. Basta se ausentar por um instante e o bebê se afoga em poucos minutos. Outro perigo é a intoxicação causada por medicamentos que são ministrados ou sem receita médica ou após os pais prepará-los no escuro com dosagem errada, por exemplo”.

Além disso, as quedas devem ser evitadas. Ainda durante a gravidez, a indicação é que os pais instalem redes de proteção em locais mais altos e escadas no topo e na parte inferior das escadas. Tapetes emborrachados e protetor de quinas para móveis também devem ser providenciados para garantir a seguranças das crianças que estão engatinhando ou aprendendo a andar.

Continue lendo:
Como carregar o bebê com segurança
Fraldas, mamadeira, chupeta: existe idade certa para largar?

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.