Alguns momentos dos primeiros dias de vida do recém-nascido precisam ser registrados e eternizados. Saiba quais são eles e confira uma galeria de fotos cheia de sugestões

Se já é hábito fotografar quase tudo que se faz, das refeições mais bem montadas às viagens pelo Brasil e pelo mundo, quando nasce um bebê esse desejo por cliques se torna incontrolável. É natural, portanto, que os pais queiram registrar todos os momentos dos primeiros dias de vida da criança, seja com o celular, com uma máquina fotográfica ou contratando os serviços de um fotógrafo profissional.

>> Veja sugestões de fotos que não podem faltar no álbum do bebê:

“É bacana eternizar detalhes, porque as mudanças acontecem muito rápido e algumas coisas se perdem na memória. Eu mesma tenho três filhos e não lembro de detalhes das unhinhas deles quando eles eram recém-nascidos”, diz a fotógrafa Eileen Parker, sócia-fundadora da Associação Brasileira de Fotógrafos de Recém-Nascidos (Abfrn). A associação foi criada em maio de 2012, ela conta, “porque ocorreu um boom de books, e vimos a necessidade de estabelecer padrões de segurança, higiene, conforto e qualidade nas sessões de fotos do recém-nascido”.

A fotógrafa Gisele Fap, especializada em fotografias de recém-nascidos desde outubro de 2012 e membro da Abfrn, explica que é fundamental respeitar o bebê acima de tudo ao fazer qualquer imagem. “Uma criança não é um objeto de decoração para colocar em uma banqueta ou um criado-mudo, fazendo pose. A segurança e o bem-estar são o que há de mais importante sempre”, afirma.

Um cuidado a ser tomado, orienta a fotógrafa Daniela Faluchi, é não querer fazer em casa o que se vê em books prontos. “A pose clássica do bebê apoiando o queixinho com as mãos, por exemplo, é montagem. Precisamos fazer várias fotos para chegar àquele resultado no computador. Tentar forçar aquilo pode até quebrar o braço do recém-nascido”, alerta ela, que também fotografa bebês em seus primeiros dias de vida há mais de dois anos e é membro da Abfrn.

Vale ressaltar que a melhor fase para fotografar o recém-nascido é entre o quinto e o décimo-quinto dia de vida. “Eles dormem mais, são mais flexíveis e têm menos chances de ter cólicas”, esclarece Eileen. Se escolher fazer uma sessão em estúdio, cheque se o ambiente é higienizado e climatizado para as necessidades do bebê (entre 26°C e 29°C, de acordo com Eileen).

Veja também:
Como fotografar o bebê recém-nascido
Dez dicas para fotografar seu bebê

Com tudo isso em mente, saiba quais são as fotos que não podem faltar no álbum do recém-nascido, de acordo com as profissionais, e confira alguns exemplos desses registros na galeria acima. E não se esqueça: nada de usar flash, pois a luz forte irrita a vista de seu filho, ou de tratar as imagens em programas de edição. O legal é lembrar do bebê exatamente como ele é nessa fase.

1. O primeiro contato – Na sala de parto ou no quarto, quando a mãe e o pai pegarem o recém-nascido no colo pela primeira vez;

2. O primeiro banho em casa – Os pais já terão aprendido, com a equipe da maternidade, como fazer isso com segurança. O foco deve ser no bebê, sem precisar se preocupar em mostrar quem está dando o banho;

3. As visitas – Na maternidade ou em casa, registre quem for visitar o recém-nascido. Podem ser fotos posadas ou espontâneas;

4. A primeira ida ao pediatra – Normalmente é marcada para o décimo dia de vida. Fotografe o bebê prontinho para sair de casa, mas evite fotografar durante a consulta, já que a atenção lá deve ser voltada às orientações do médico;

5. Passeios – Uma foto do recém-nascido no carrinho, tomando seu banho de sol, é importante para deixar o álbum bem completo;

6. Dormindo – Nos primeiros dias, fotografe várias vezes o bebê durante o sono, na pose em que ele estiver naturalmente;

7. Pezinhos – Em vários ângulos: as solas, os peitos dos pés, closes dos dedos;

8. Mãozinhas – Também em vários ângulos. Um close nas unhas mostra a cutícula fininha e solta tão característica dos recém-nascidos;

9. Rosto em close – Acordado e dormindo, de preferência;

10. Cílios – São tão longos e perfeitinhos logo que o bebê nasce que merecem um registro exclusivo. O ideal é fazer esta foto quando ele estiver com os olhos fechados;

11. Detalhes do rosto – A boquinha, o narizinho, o queixinho. É tudo tão lindo que nenhum detalhe pode ser deixado de lado;

12. O umbigo – Antes e depois da queda do coto umbilical;

13. Enroladinho na toalha ou no cobertor – Quando o bebê parece um pacotinho, dormindo placidamente;

14. Peladinho, com a barriga para baixo e o bumbum empinado – Pose clássica e fácil de fazer, esteja o bebê acordado ou dormindo;

15. De corpo inteiro – Fotografe o recém-nascido esticadinho, com uma roupinha bem bonita;

16. Dormindo peladinho, com a barriga para cima – O recém-nascido tende a cruzar as perninhas quando colocado nessa posição. Não deixe de registrar;

17. Apoiado na mão e no antebraço da mãe ou do pai – O bebê se encaixa perfeitamente e a foto fica linda;

18. Apoiado no ombro do pai ou da mãe – O adulto fica de costas para a foto, que estará focada no rosto do recém-nascido;

19. Rosto da mãe com rosto do bebê – Bem próximos, encostando mesmo, transmitindo amor e paz;

20. Os pais com o bebê – A mãe segura o bebê no colo e o pai os observa, os beija, os abraça;

21. Os irmãos – Se o recém-nascido não for o primogênito, é indispensável fotografá-lo com o(s) filho(s) mais velho(s) da família. Se forem gêmeos, naturalmente deverão ser feitos registros dos dois juntos, além dos individuais;

22. Emoções – Uma lágrima escorrendo no rosto da mãe em um momento de profunda intimidade com o recém-nascido é um momento lindíssimo a ser eternizado;

23. Com acessórios engraçadinhos – Coroas, asas de anjinhos, toucas (muito bem limpas e esterilizadas) e faixas floridas na cabeça são ótimos enfeites para deixar algumas fotos diferentes;

24. Com objetos que remetam à vida dos pais – Artigos esportivos (medalhas, luvas de boxe, skate, prancha de surf, entre outros) ou do trabalho dos pais (capacete, prancheta etc.) podem ser colocados perto dos bebês em fotos tiradas enquanto eles dormem;

25. Com o enfeite da porta do quarto da maternidade – Ele pode ser colocado perto do bebê em uma foto feita depois que a família já tiver voltado para casa;

26. Com o queixo apoiado nas mãos ATENÇÃO: esta foto só deve ser realizada por profissionais, pois é resultado de montagem feita no computador. Tentar fazê-la em casa pode ferir gravemente o bebê.

Continue lendo:
Mãe transforma sono da filha em fotografias fantásticas
Fotógrafa registra amor incondicional de família por bebê adotado

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.