Com simplicidade e retrato de situações comuns do dia a dia, animação está entre as mais assistidas no mundo

Peppa Pig poderia se passar por qualquer criança pequena por volta dos quatro ou cinco anos, não fosse pelo fato de ser uma porquinha. Ela vive com seus pais, Papai Pig e Mamãe Pig, e seu irmãozinho mais novo, George. Eles são os personagens principais do desenho animado que já conquistou milhões de crianças pelo mundo todo, exibido em mais de 180 países.

Os adultos que assistem a alguns episódios da série podem sentir dificuldade para compreender por que Peppa e sua família são tão adoradas pelas crianças. O desenho do canal de TV a cabo Discovery Kids é simples, com poucos efeitos tecnológicos, e o dia a dia da porquinha não tem nada de excepcional, ao contrário das histórias de super-heróis.

Peppa vive com seus pais, Papai Pig e Mamãe Pig, e seu irmãozinho mais novo, George
Divulgação
Peppa vive com seus pais, Papai Pig e Mamãe Pig, e seu irmãozinho mais novo, George

É justamente essa simplicidade que consegue chamar a atenção dos pequenos, além de cativá-los. “É tudo muito parecido com o que uma criança daquela idade vive. Os quadros são bem coloridos e não têm movimentos rápidos. Dessa forma, a criança consegue acompanhar o desenho sem nenhuma dificuldade. Vale ressaltar também que a dicção dos personagens é ótima”, explica Célia Cortez, psiquiatra e presidente da Associação Brasileira de Hipnose.

A rotina regrada de Peppa e do irmão George também é semelhante ao dia a dia das crianças pequenas, o que acaba gerando uma identificação.

Leia também:
10 desenhos clássicos que seu filho não pode deixar de ver
Você passa tempo com seu filho no final de semana?

“Tem hora para tudo: brincar, conversar com os pais, comer e tomar banho. É um desenho próximo à realidade das crianças, por isso é tão lúdico”, completa Andrea Calmon, vice-presidente editorial da Editora Online, responsável pela publicação de vários produtos da linha Peppa Pig no Brasil.

Família perfeita

Além de ser próximo à vivência das crianças, o desenho também traz elementos do cotidiano que são aspirados por elas, como a ideia de uma família unida. Os pais de Peppa estão presentes em quase todos os momentos, sempre muito compreensivos e afetuosos.

“É aquele padrão da família unida, em que os pais têm uma relação ótima. Toda criança gostaria ter pais calmos e pacientes como os da Peppa, mas muitas não têm a chance de conviver com adultos assim”, lamenta Célia.

Quando Peppa se comporta mal, os pais se esforçam para explicar por que ela está errada, com paciência, firmeza e amor
Divulgação
Quando Peppa se comporta mal, os pais se esforçam para explicar por que ela está errada, com paciência, firmeza e amor

Os pais de Peppa e George brincam de jogar bola, saem para andar de bicicleta, leem histórias para os porquinhos, tudo com bastante carinho. Esses são alguns exemplos simples, mas que estão cada vez mais distantes de algumas famílias, por conta do dia a dia apressado e sem tempo para as brincadeiras com os pequenos.

“Até os adultos acabam gostando de assistir esse desenho. É muito humano e realista, mostra essa relação de amor que a Peppa tem com sua família e o esforço dos pais para participar ativamente da educação dos filhos”, afirma Alexandre Crispi, professor e educador da Rede Alub.

Segundo ele, Peppa Pig é uma série que pode passar bons exemplos não só para as crianças, como também para os pais. É possível se espelhar no método educacional da Mamãe Pig e do Papai Pig para criar uma relação mais amorosa e verdadeiramente educativa, sem o uso de violência ou agressões verbais.

Quando a Peppa se comporta mal ou faz algo de errado com o irmão mais novo, por exemplo, os pais se esforçam para explicar por que ela está errada, com paciência, firmeza e amor. Tanto Peppa, como George, entendem a posição dos pais tranquilamente e os conflitos terminam.

Veja ainda:
Especial 100 Brincadeiras: escolha a ideal para fazer com seu filho
Guia do Bebê: as características e os desafios de cada fase, dos zero aos 12 meses

Críticas

Essa facilidade de resolver conflitos é justamente um dos pontos que alguns pais criticam em relação ao desenho, como se a família de Peppa vivesse em outra realidade, onde os pais falam uma só vez e as crianças obedecem. Naturalmente, nem sempre é fácil assim educar um filho e as coisas podem não ser mil maravilhas, como no mundo dos porquinhos. Mesmo assim, ainda vale a pena tentar seguir o exemplo da Família Pig e viver essa experiência ao lado das crianças.

“Com o desenho, os pais podem aprender a lidar melhor com as crianças e como responder suas dúvidas do jeito correto. Além disso, podem usar exemplos da Peppa Pig para chamar a atenção do filho, explicar as situações e questionar algum comportamento errado da porquinha. Depende apenas dos adultos transformar o desenho em um instrumento educativo”, conclui Célia Cortez.

>>  O que personagens de 31 desenhos animados podem ensinar para o seu filho:

Continue lendo:
31 ideias para se divertir com as crianças sem gastar muito
Dez brinquedos de papel para fazer com seu filho

>>> Assine a newsletter do Delas , curta nossa página no Facebook e siga o @Delas noTwitter <<<

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.