Compreender as características de cada uma facilita a interação das pessoas de diferentes idades e ajuda a definir como será a orientação das que ainda estão por vir

O estudo sobre as diferenças entre as gerações é antigo, mas ganhou força com as pesquisas sobre os “baby boomers” (pessoas nascidas entre as décadas de 1940 e 1960). Depois disso, com as mudanças ocorridas em todas as esferas da sociedade nos últimos 50 anos, o intervalo entre as gerações foi ficando cada vez menor. Hoje, a cada dez anos, o mundo fica tão diferente que suas diversidades e conflitos resultam em uma nova geração.

De 1960 para cá, tivemos as gerações X, Y, Z e Alpha (essa última de crianças nascidas a partir de 2010). “Falar da geração Alpha é chamar a atenção para a primeira infância de hoje, para o impacto que ela terá sobre a sociedade no futuro e para como os adultos devem orientá-las”, afirma Fernanda Furia, mestre em psicologia infantil pela University College London/The Anna Freud Centre – Londres e autora do blog Playground da Inovação .

Entenda, no infográfico a seguir, as gerações X, Y, Z e Alpha: quando nasceram, o que as influencia ou influenciou, as principais características e os desafios que a geração atual traz para os adultos.


Fonte: Fernanda Furia, mestre em psicologia infantil pela University College London/The Anna Freud Centre – Londres e autora do blog Playground da Inovação

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.