Em nota, o ex-presidente da Associação Britânica de Cirurgia Plástica Estética descreveu o app Plastic Surgery for Barbie como "sexista e perturbador"

BBC

Aplicativo estimula crianças a fazerem transformações estéticas na personagem
Reprodução
Aplicativo estimula crianças a fazerem transformações estéticas na personagem

O Google e a Apple tiraram de suas lojas online um aplicativo no qual os jogadores realizam cirurgias plásticas nos personagens.

Plastic Surgery for Barbie (Cirurgia Plástica para Barbie) é um jogo gratuito que consiste em incisões com um bisturi e até uma lipoaspiração em uma personagem que está acima do peso.

Na descrição do game no Google Play, ela é descrita como "feia".

Após vários procedimentos, a personagem aparece em uma versão muito mais magra e, então, os usuários podem comparar o seu corpo atual com o que ela tinha antes da plástica.

O game era indicado para crianças acima de 9 anos.

Apesar de o Plastic Surgery For Barbie ter sido removido da App Store (loja onlinte da Apple), ainda era possível acessar um outro semelhante, chamado apenas Plastic Surgery for Barbara.

Os gráficos e objetivos era praticamente idênticos, mas o Plastic Surgery for Barbara é listado como apropriado para crianças de 12 anos ou mais.

Em nota, o ex-presidente da Associação Britânica de Cirurgia Plástica Estética (Baaps, na sigla em inglês), Nigel Mercer, descreveu o aplicativo como "sexista e perturbador".

"Esse app usa, sem nenhum escrúpulo, marcas ligadas a crianças (como a Barbie) para fisgar um público jovem e vulnerável, para então expor essas crianças a uma retórica sexista e perturbadora, visto que o ‘jogo’ critica o corpo de uma personagem que segue padrões irreais de beleza", disse.

"Ainda mais chocante é o fato de o aplicativo estimular crianças a usar a cirurgia – chegando ao ponto de incluir imagens como seringas, bisturis e cânulas de lipossucção para 'consertar' a paciente, que é descrita como 'menina infeliz'."

A marca Mattel, que produz as bonecas Barbies, deixou claro que não tem nenhuma relação com o app.

Leia também
Proteja seu filho do consumismo infantil
Dez maneiras de conversar com seu filho sobre peso
Vaidade infantil tem limite

    Leia tudo sobre: Aplicativo
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.