Transformar-se no Bom Velhinho requer muito mais que caprichar na roupa e na barba postiça, é preciso representar bem o personagem e se atentar para os detalhes

Silvio Ribeiro dá dicas para ser convincente
Divulgação
Silvio Ribeiro dá dicas para ser convincente

Fazer a alegria das crianças ao se transformar em Papai Noel é algo gratificante, mas nem sempre tão simples assim. Quem se fantasia precisa caprichar no figurino e na interpretação e ainda prestar atenção aos detalhes, já que qualquer deslize pode levar o pequeno a facilmente identificar aquele tio extrovertido no papel de Bom Velhinho.

O ator Silvio Ribeiro, que tem mais de 45 anos de experiência como Papai Noel, afirma que, para começar, o intérprete deve ser amável e desinibido. Se a pessoa é tímida ou não tem jogo de cintura para driblar as perguntas difíceis das crianças, é melhor não se arriscar no papel. “No entanto, para representar bem, o mais importante é ter carisma e bastante carinho para dar”, comenta.

Para convencer as crianças, além da boa interpretação, também é necessário cuidar de perto dos detalhes. Um relógio que se esquece de tirar, uma sobrancelha preta ou uma barba muito artificial colocam em risco a autenticidade do personagem. “As crianças são muito observadoras. Por isso é bom tentar ser fiel ao figurino, investir numa roupa bonita de veludo e numa barba de qualidade”, diz o ator Jorge Occhiuzzio, diretor da Papai Noel Brasil.

Veja as dicas dos profissionais para convencer no papel de Papai Noel.

Nada de usar aquele sapato velho

Papai Noel que se preza usa botas pretas. Se for possível, alugue o traje completo, para não comprometer a autenticidade do personagem e revelar que o dono daquele par de calçado é o primo mais velho.

Não deixe a aliança à mostra

Ao encarnar o Papai Noel, lembre-se de retirar a aliança ou aquele relógio que está acostumado a usar. Preferencialmente, utilize luvas brancas, que fazem parte da vestimenta tradicional do Bom Velhinho.

Capriche na maquiagem

Apesar de quase nem aparecer o rosto, o ator Silvio Ribeiro recomenda fazer uma maquiagem leve, com um pouco de blush rosado e até mesmo um batom clarinho nos lábios, mas sem exagerar na dose.

Esconda pintas e sinais

Outro ponto importante é esconder sinais, pintas e cicatrizes com um pouco de base ou pó compacto. As crianças são rápidas e curiosas e podem estranhar o fato de o Papai Noel ter uma pinta no mesmo lugar que o papai tem.

Pinte as sobrancelhas de branco

Na hora da maquiagem, cubra as sobrancelhas com base branca, pomada para assadura ou maquiagem própria para palhaços. “Use uma escova dental, deslizando-a contra o sentido dos pelos. Depois, com um pincel ou cotonete desfiado, aplique amido de milho ou talco, para deixar a sobrancelha bem encorpada e seca”, aconselha Silvio Ribeiro.

Cuide da barriguinha

Se for magro, improvise uma barriga postiça usando um travesseiro estreito com uma camiseta lisa e meio apertada por cima, para que as bordas não marquem. “Também existem barrigas postiças à venda, se a pessoa preferir”, indica o ator Jorge Occhiuzzio.

Nada de passar perfume

Evite usar perfumes ou talcos a que se está acostumado. As crianças são espertas e podem identificá-lo pelo olfato.

Troque os óculos

Óculos comuns, de grau, já usados no dia a dia, nem pensar. O Papai Noel usa óculos de leitura, com armação dourada, a um dedo da ponta do nariz. “Vale a pena investir na compra de um óculos sem grau para caracterizar melhor o personagem”, afirma Jorge.

Mude o tom de voz

Toda criança quer falar com o Papai Noel, contar as aventuras que fez durante o ano. Mas Silvio Ribeiro recomenda cautela com a voz. “Procure disfarçá-la, fazendo um tom mais grave”. Converse com as crianças, chame-as pelo nome, mas tome cuidado para elas não identificarem você.

Interprete com confiança

Não se esqueça que o Papai Noel é velhinho. Ande devagar, fale pausadamente, toque o sininho, diga ho ho ho. Seja simpático, alegre e carinhoso.

Use a criatividade diante de perguntas difíceis

Se, de repente, a criança perguntar aonde o trenó está estacionado, fantasie, diga que ele é invísivel ou que as renas já o levaram para outro lugar. “Tem de usar a criatividade e a imaginação, pois as crianças fazem as perguntas mais absurdas mesmo. É só ter jogo de cintura e improvisar”, recomenda o ator Jorge Occhiuzzio.

Não deixe vestígios

Se for voltar para a festa após a saída do Papai Noel, não se esqueça de tirar bem toda a maquiagem e esconder as vestimentas. Lembre-se que as crianças são muito observadoras. Não deixe vestígios.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.