Desde o ganho de peso da grávida até a escolha do nome da criança, alguns assuntos devem ser abordados com cuidado durante a gestação

Em “Flor do Caribe”, novela da TV Globo, a personagem Natália, interpretada por Daniela Escobar, está grávida. Doralice, personagem de Rita Guedes, é mãe do namorado de Natália. Para comemorar a notícia da gravidez, a sogra preparou um jantar para as duas famílias. Quando Natália foi fazer seu prato, Doralice se intrometeu e fez questão que a gestante comesse um prato feito especialmente para ela: bife de fígado. Sem jeito e contrariada, Natália acabou cedendo e comeu a carne que a sogra havia feito.

Antes de acariciar a barriga da grávida, é educado perguntar se ela se incomoda com o gesto
Getty Images
Antes de acariciar a barriga da grávida, é educado perguntar se ela se incomoda com o gesto





Mesmo que as pessoas tenham a intenção de ajudar, podem, muitas vezes, acabar transformando seus conselhos em verdadeiros exemplos de deselegância, como aconteceu na novela. Com a ajuda de mães e consultoras de etiqueta, elaboramos um guia com as situações mais desagradáveis que as grávidas vivenciam. Veja como agir e o que (não) falar para um gestante.

Tem certeza que comer isso vai fazer bem para o bebê?
Segundo Kadja Nascimento, ginecologista e obstetra da maternidade Pró-Matre, em São Paulo, sair da dieta ocasionalmente, não faz mal. A grávida é uma mulher adulta e sabe o que deve fazer. “Quando alguém opinar sobre o que a gestante pode ou não comer, ela tem que se impor, mostrar que sabe se cuidar e que é a responsável pela criança”, aconselha.

Quantos quilos você já engordou?
Muitas pessoas consideram essa pergunta bastante inocente. Mas pode ser um assunto delicado tanto para a grávida que engordou muito pouco quanto para a que engordou bem acima do esperado. Deixe essa preocupação para a grávida e seu médico. Segundo especialistas, o recomendável é engordar entre nove e 12 quilos, mas não é um número fechado. “Depende do índice de massa corporal (IMC) e da altura da mulher. Cada médico deve avaliar sua paciente”, diz Kadja.

Será que você vai aguentar? Parto normal dói muito!
O parto é o momento mais esperado e idealizado pelas famílias. Se a gestante escolhe ter o bebê pela via vaginal, é porque avaliou as opções e fez a melhor escolha para seu caso. “Esse tipo de comentário só aumenta a ansiedade. Devemos respeitar as decisões das pessoas”, alerta a consultora de etiqueta Licia Egger. Renata Montenegro, do blog Mulher Vitrola  e mãe de dois meninos, conta que algumas pessoas questionavam sua opção pelo parto normal, mas que isso não a fez desistir. “Eu estava tranquila com minha escolha. Eu me informei muito sobre o assunto”, diz.

Leia também:
O que pode e o que não pode na gravidez
Gravidez semana a semana
O Guia do Bebê: desafios e características dos zero aos 12 meses
Guia de Nomes: mais de 1000 nomes com significado

Ser mãe de menino também é legal, não é?!
“Acho que essa questão da importância do sexo da criança conta mais para quem está esperando o segundo filho” opina Milena Lanne, mãe e autora do blog Mamãe Aos 22 . A consultora Licia recomenda que se for falar sobre o sexo do bebê, as pessoas devem apenas questionar se é menino ou menina e evitar expressar opiniões sobre o sexo de sua preferência. “Não questione nem se era isso que a pessoa queria ou se ela ficou feliz. É desagradável”, alerta.

Que nome diferente
Tudo o que for escolha da grávida, do marido – e da família como um todo –, precisa ser respeitado. Muitas vezes, os nomes são escolhidos pelos seus significados e origens, então, é preciso entender a razão da escolha do nome antes de criticá-la ou fazer comentários sobre o assunto.

Evite perguntar quanto a grávida engordou. Se ela teve ganho de peso muito abaixo ou acima do esperado, pode ser um assunto delicado
Getty Images
Evite perguntar quanto a grávida engordou. Se ela teve ganho de peso muito abaixo ou acima do esperado, pode ser um assunto delicado

Aproveite para dormir agora
Nada de fazer terrorismo com a grávida, ainda mais se ela for de primeira viagem. De acordo com a obstetra Kadja, ao mesmo tempo em que a gestante tem mesmo mais sono, os incômodos para dormir também aumentam. Ou seja, não será possível acumular sono para o pós-parto. Se alguém quiser impor mais horas na cama para a gestante, é melhor levar na brincadeira. “A intenção é boa, mas é esse tipo de comentário é muito chato mesmo”, fala Milena.

Doenças e tragédias
A grávida, no auge de sua felicidade e de sua sensibilidade, não precisa escutar histórias tristes. “As pessoas deixam a grávida aflita, mais do que ela já pode estar já que a gravidez é um período de inseguranças também”, afirma Renata. Se comparada com outras especialidades médicas, a obstetrícia tem um número maior de casos com finais felizes do que trágicos. “A gente trabalha com vida, festa e comemoração”, tranquiliza a obstetra Kadja.

Mão na barriga
“É a grávida 'touchscreen', todo mundo quer tocar na barriga”, brinca Renata, que acha a atitude invasiva. De acordo com Licia, é educado perguntar à grávida se ela se importa antes de acariciar a barriga. É importante ressaltar que a gestante tem o direito de dizer que se importa e vetar o gesto.

Que grávida linda! Vou compartilhar a foto
Postar as fotos da evolução do tamanho da barriga nas redes sociais é normal e ajuda a manter amigos e parentes atualizados sobre o bebê. Mas não é bacana sair compartilhando uma foto que não é sua. “Peça autorização. Mesmo que seja algo elogioso”, indica Licia.

Que barriga enorme. Você tem estrias?
Ter ou não estrias depende muito da genética da gestante, a pele estica e acaba rompendo algumas fibras. “Em alguns casos não tem como prevenir. No geral, as gestantes podem cuidar para evitar ou não agravar o problema”, alerta Kadja. “Não importa se a grávida cuida ou não da pele, esses comentários são deselegantes para qualquer pessoa”, diz a consultora de etiqueta Licia.

Veja ainda:
Fotos da gravidez: como registrar a gestação
As 10 frases que mais irritam as mães

    Leia tudo sobre: gravidez
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.