Parques da Lego e da Nasa são destaques de roteiro off-Disney, na Flórida. Locais possuem atrações e espaços voltados para toda a família

Mais de um bilhão de bloquinhos Lego reproduzem animais, personagens, pessoas e mesmo prédios e monumentos em um colorido parque na região central da Flórida, a Legoland. Cidades charmosas e pequeninas, como Winter Haven, a menos de uma hora de Orlando, contam com opções de turismo familiar ainda pouco conhecidas pelo público brasileiro. Ideais para quem não se identifica com a Disneylândia ou já a conhece bem demais.

>> LEIA: Pretende visitar parques temáticos? Confira dicas para viajar com crianças

As atrações da região central da Flórida, o Condado de Polk, são adequadas para turistinhas de diferentes idades. A Legoland é especialmente equipada para receber crianças pequenas, a partir dos dois anos. Além de atrações voltadas para os menores, banheiros familiares com trocadores de fraldas para a manutenção da higiene e do conforto de bebês são distribuídos pelo parque, que fica entre as cidades de Orlando e Tampa, a cerca de 45 minutos de cada uma.

A Legoland oferece atividades educativas para os irmãos mais velhos (até 12 anos), além de seis rodas montanhas-russas e um cinema 4D, com recursos táteis e animações de censura livre na programação. Os brinquedos têm medidores de altura.

Mais de um bilhão de bloquinhos Lego reproduzem animais, personagens, pessoas e mesmo prédios e monumentos na Legoland
Leandro Quintanilha
Mais de um bilhão de bloquinhos Lego reproduzem animais, personagens, pessoas e mesmo prédios e monumentos na Legoland

Mas a atração que deve atrair a atenção de toda a família é a Miniland, espaço que reproduz cartões postais de grandes cidades americanas, como Nova York, Washington, São Francisco, Seattle e Las Vegas, entre outras. Há até uma locação ‘extraterrestre’ da saga cinematográfica Star Wars. Todos os prédios, casas, palácios, monumentos, carros e barcos da maquete foram construídos com bloquinhos Lego, claro.

Inaugurada em 2011, a Legoland da Flórida é a segunda em território norte-americano. A primeira, na Califórnia, foi aberta em 1999. Apenas outros quatro países contam com parques da marca: Dinamarca, Inglaterra, Alemanha e Malásia. Os preços, a partir de US$ 99 por pessoa (crianças também pagam), variam de acordo com o dia e a temporada. Lojas com os produtos da marca espalhadas por todos os lugares podem multiplicar os gastos.

Parque espacial

Ainda pouco conhecido pelos turistas brasileiros, o Kennedy Space Center Visitor Complex é um porto de lançamento de foguetes que funciona também como parque temático da Nasa, a célebre agência do governo americano que realiza viagens espaciais. São 55 km de extensão e 10 km de largura. Fica em Merritt Island, a uma hora de Orlando para quem vai de carro.

O passeio ali exige algum grau de concentração e seria, portanto, mais adequado a crianças a partir dos seis anos, embora todas as idades sejam bem- vindas. Na área externa, há um vistoso “Jardim de Foguetes” ao ar livre, em que é possível ver de perto gigantescos modelos antigos. No grande armazém coberto, há naves diversas em exibição, além de indumentárias de astronautas. Algumas lembram armaduras.

O maior destaque, no entanto, é o famoso ônibus espacial aposentado Atlantis, exibido com portas abertas, uma novidade no parque. A nave voou de 1985 a 2011, para o lançamento de 14 satélites e também para ajudar na construção da Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês). A Atlantis fica suspensa no ar, como se voasse.

Em outro espaço, dentro de uma redoma, há uma pequenina pedra preta trazida da lua. Há uma abertura no vidro para que as crianças possam tocar no material, para levar consigo a lembrança de “encostar na lua”.

Uma outra sala abriga um simulador de lançamento, que reproduz o barulho e os tremores do evento, como se o público estivesse dentro de uma nave. Tudo de brincadeirinha, claro. Para participar, é preciso ter ao menos um metro de altura. Outra atração muito popular é o cinema Imax, especializado em filmes sobre viagens espaciais. O parque/porto recebe cerca de 1,5 milhão de visitantes por ano. Em sua maioria, norte-americanos mesmo.

Alimentar os animais

Outro passeio familiar na Flórida off-Disney é o parque ecológico privado Safari Wilderness, nos arredores de Lakeland. Na verdade, o lugar funciona como uma mistura de parque, mata e fazenda.

Crianças podem alimentar animais mais mansos no parque ecológico privado Safari Wilderness
Leandro Quintanilha
Crianças podem alimentar animais mais mansos no parque ecológico privado Safari Wilderness





Um ônibus aberto nas laterais percorre a propriedade para que o público veja os animais em seu habitat. Há galinhas, avestruzes, búfalos, pôneis, zebras e veados, entre outros. Um pote de ração garante a diversão das crianças, que podem alimentar espécies mais mansas. O passeio custa US$ 70, para adultos, e US$ 60, para crianças (até 12 anos), mas termina com uma visita à loja do parque, com os mesmos animais do passeio agora em pelúcia.

* O repórter Leandro Quintanilha viajou para os EUA a convite do Condado de Polk.

Leia ainda:
Mães dão dicas para viajar com os filhos
Dicas para viajar de avião com seu filho
Guia de boas maneiras no avião


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.