Saiba quais tratamentos estéticos as gestantes podem ou não fazer

Por mais que todos digam que a gravidez traz para a mulher uma beleza única e um brilho na pele que em nenhum outro momento da vida será conquistado, é natural a gestante querer cuidar da aparência nos meses em que espera seu bebê. Até porque nem tudo são flores nesse período: é comum surgirem inchaços no rosto e no corpo, assim como dores nas costas e uma acne que não se manifestava desde a adolescência.

Mais:
- Veja o que acontece no seu corpo e com o seu bebê durante a gravidez, semana a semana

Em geral, tratamentos pouco invasivos e sem determinados componentes químicos (como a amônia), podem ser feitos tranquilamente do quarto ao oitavo mês de gestação. Mas são contraindicados nos três primeiros meses (nos quais o feto ainda está se formando) e no último (quando o corpo começa a se preparar para o parto). Os profissionais escolhidos devem ser habilitados e ter experiência com gestantes. E, claro, o bom senso sempre fala mais alto. Se a gravidez for de risco ou apresentar complicações, o médico deverá ser consultado antes de a mulher se submeter a qualquer procedimento, por mais inofensivo que ele pareça ser.

Mais:
- Saiba como registrar a gestação em fotos lindas

Conheça os dez principais tratamentos oferecidos pelas clínicas de estética que estão liberados ou vetados por fisioterapeutas e obstetras, para as grávidas.

LIBERADOS

1- Drenagem linfática manual
Estimula a circulação, diminui os inchaços causados pela retenção de líquidos, suaviza celulites e estrias e alivia a sensação de cansaço.
Mas, atenção: O tratamento está liberado para as regiões do rosto, braços, pernas e pés. A área do abdome não deve ser manipulada, pois pode causar complicações cardiovasculares no feto. Além disso, mulheres com problemas cardíacos, renais e trombose só podem se submeter à drenagem linfática com autorização do obstetra.

2 -Massagem relaxante
Alivia as dores causadas pela alteração do centro de gravidade no corpo da gestante, decorrente do peso da barriga.
Mas, atenção: Liberada para as costas e região lombar, a massagem não deve ser feita no abdome, pois a manipulação pode afetar o feto.

3- Limpeza de pele manual
Melhora o aspecto da pele ao eliminar cravos e espinhas decorrentes da acne gestacional.
Mas, atenção: Deve ser feita com sabonete facial neutro, soro fisiológico substituindo o adstringente e sem nenhum tipo de ácido (que, absorvido pela pele, pode chegar ao bebê pela corrente sanguínea). Gestantes também devem usar protetor solar com FPS 30 para evitar manchas na pele.

4- Peeling diamantado
Por meio de uma esfoliação suave, feita com lixa e sem o uso de produtos químicos, clareia manchas, suaviza estrias e trata a flacidez na pele do rosto. Não há contraindicação.

5- Banho de ofurô
Relaxa o corpo da gestante e alivia a sensação de cansaço decorrente do peso extra.
Mas, atenção: A temperatura da água deve ser mantida abaixo dos 36°C – a maioria das clínicas trabalha com 34°C. Temperaturas elevadas podem provocar hipotensão e causar leves tonturas, desmaios e diminuição do fluxo sanguíneo para a placenta, prejudicando o transporte de nutrientes para o feto.

6- Banho hidratante
Feito em banheira, mantém a pele de todo o corpo hidratada e ajuda a gestante a relaxar por alguns minutos. Os mais indicados são o de leite e o de chocolate. Não exige cuidados especiais.

Mais:
- Como manter a beleza dos seios durante a gravidez


VETADOS

1- Massagem modeladora
Para reduzir medidas, os movimentos feitos sobre o corpo são fortes e rápidos demais para o estado gestacional. Tamanha intensidade pode causar desconforto, dores e danos sérios, como o descolamento da placenta.

2- Peeling químico
Os produtos usados no procedimento sempre terão em suas composições amônia, ácido retinóico, ácido glicólico ou ácido salicílico, que podem chegar ao bebê pelo líquido amniótico e causar malformações fetais.

3- Radiofrequência
Com o objetivo de estimular a produção de colágeno e deixar a pele mais firme, o aparelho exerce forte pressão e causa fortes contrações no corpo da mulher, o que pode levar a um parto prematuro.

4- Fotodepilação
A exposição à luz intensa do aparelho deste tratamento pode fazer aparecerem manchas na pele, naturalmente mais suscetível a manchas durante a gravidez.

Leia ainda:
- Nove erros dos pais no desenvolvimento da fala da criança
- 85 modelos de lembrancinhas de maternidade comestíveis para você se inspirar

Agradecimentos: Eduardo Zlotnik, ginecologista e obstetra do Hospital Israelita Albert Einstein (SP); Renata Gebara De Grande Di Sessa, ginecologista e obstetra do Hospital Santa Catarina (SP); ShirleiFideles, fisioterapeuta especialista em dermato-funcional do Viva Spa Tecnológico (www.vivaspatecnologico.com.br); Tatiana Matsuda, fisioterapeuta e gerente geral do Olímpia Day Spa (www.olimpiaspa.com).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.