Sabendo utilizar os recursos de uma máquina amadora e aproveitando cada momento de forma adequada, é possível fazer bonito ao eternizar a comemoração infantil

Local escolhido, bolo e alimentação definidos, roupinha preparada. Está tudo pronto para a festa de aniversário do seu filho, mas não sobrou orçamento para contratar um fotógrafo profissional. Não precisa se desesperar. Usando uma máquina amadora consciente dos recursos que ela possui e sabendo como fotografar cada momento, você pode registrar o evento e montar um belo álbum para recordar da comemoração para sempre.

Quando chegar a hora de cantar
Thinkstock/Getty Images
Quando chegar a hora de cantar "Parabéns a Você", peça para algum amigo assumir a tarefa de tirar fotos


Os fotógrafos profissionais especializados em festas infantis Estefi Machado, Carla Costa e Fabio Osório dão dicas para seus cliques ficarem lindos.

Espontaneidade
Ao longo da festa, as crianças querem se divertir, brincar, abrir presentes. Valorize mais a espontaneidade desses momentos e menos os sorrisos forçados. “As fotos contam uma história. A mãe deve atuar como uma espiã”, compara Estefi Machado. Além disso, como ressalta Carla Costa, “é melhor o registro do aniversariante se divertindo, e não chateado porque a mãe fica pedindo para ele fazer pose na hora de brincar.”

Movimento
Se as crianças já se mexem muito em um dia normal em casa, imagine durante a animação da festa de aniversário! Para garantir que seu filho saia bem definido nas fotos, sem mãos e pés que mais pareçam borrões, faça ajustes simples na máquina, como ensina Fabio Osório: “Coloque o flash em ‘fixo’, assim, independentemente da luz, ele é disparado. Depois selecione o modo ‘esporte’ ou ‘foto em movimento’, que está disponível em todas as máquinas amadoras e congela a imagem.”

Olhos vermelhos e sombras
Os olhos vermelhos e as sombras são “efeitos colaterais” do flash que vem na câmera. “Para se livrar deles, especialmente das sombras, a solução é fazer as fotos nos locais mais bem iluminados da festa”, diz Carla. Caso os olhos vermelhos insistam em aparecer, ela recomenda que seja acionado o modo “redução de olhos vermelhos”, geralmente identificado pelo desenho de um olho na máquina.

Veja também:
Inspire-se com mesas decoradas de aniversário infantil
Pato, joaninha e aranha: aprenda a fazer doces temáticos para festa infantil
45 ideias de bolos para festas infantis

Flash
O flash é essencial em ambientes com pouca luz. Se estiver em dúvida em relação à sua necessidade, os fotógrafos são unânimes em aconselhar que ele seja colocado no modo automático. Além disso, Estefi dá uma dica divertida: “Coloque um papel na saída da luz do flash, para que ela fique mais suave nas pessoas. Faça testes e arrisque com papeis coloridos, que criam efeitos instantâneos bem legais.”

Dê atenção especial aos
Thinkstock/Getty Images
Dê atenção especial aos "olhos vermelhos". Se eles insistirem em aparecer, acione o modo “redução de olhos vermelhos”

Sem constrangimento
A maioria dos adultos se sente desconfortável com fotos espontâneas. Por isso, o melhor é pedir para os convidados posarem, estejam eles sentados ou em pé, sozinhos ou em grupo. “E lembre-se: fotos de pessoas comendo nunca ficam boas”, alerta Estefi.

Familiares e amigos
Existem dois momentos bons para fazer registros mais formais dos parentes e amigos adultos com o aniversariante. O primeiro, para Carla, é mais ou menos uma hora após o início da festa. “Os convidados já chegaram e a criança ainda não está tão entretida com as brincadeiras”, justifica. O outro, de acordo com Fabio, é logo depois de cantar “Parabéns a você”. “O aniversariante está tão feliz que é só pedir para as pessoas ficarem ao lado dele e fotografar”, afirma.

Parabéns a você
Na escuridão, o flash é indispensável e pode ser colocado no modo fixo. Como a mãe estará ao lado da criança atrás do bolo, deve pedir para um convidado com quem tenha mais intimidade – e que saiba mexer na câmera – assumir a tarefa. “Peça para a pessoa variar os ângulos, tirar fotos de frente, de cima, de lado”, exemplifica Carla.

Decoração
Bolo, mesa de doces e enfeites pelo ambiente também contam a história da festa, como defende Estefi – logo, merecem destaque. “Imagine que está capturando um quadro”, sugere Fabio. Carla concorda: “Pare, observe um detalhe, tente ângulos diferentes. Os enfeites não vão sair correndo como as crianças, então não precisa ter medo de errar.”

Detalhes
Uma parede descascando, um extintor de incêndio, papeis amassados (guardanapos usados ou suportes que em algum momento tiveram docinhos) e pés ou cabeças cortados são detalhes que podem acabar com uma foto. “Vale a pena gastar um segundo a mais analisando fundos e enquadramentos e melhorar muito a qualidade das fotos amadoras”, diz Fabio.

Sem economia
Leve a máquina com bastante espaço livre no cartão de memória – pelo menos 200 fotos – para não ficar preocupada na hora de apertar o botãozinho. Fotografe muito, afinal a festa é única e seus momentos não voltarão. “Quanto mais fotos, mais chances de ter imagens boas”, afirma Estefi.

Leia ainda:
Prepare uma festa infantil sem erro
Como preparar uma festa infantil em casa 
Organizadora dá dicas para fazer uma festa infantil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.