Lesões causadas por mamadeira, chupeta e copo antivazamento levaram mais de 45 mil crianças menores de 3 anos ao hospital nas últimas duas décadas, segundo estudo

NYT

Copos antivazamento tendem a machucar mais cabeça, pescoço e rosto
Thinkstock/Getty Images
Copos antivazamento tendem a machucar mais cabeça, pescoço e rosto

Para os bebês que estão apenas começando a se locomover sozinhos, andar ou correr enquanto carregando uma mamadeira, uma chupeta ou um copo antizavamento pode ser mais perigoso do que se imagina.

A partir de uma pesquisa realizada nos Estados Unidos, pesquisadores estimaram que lesões relacionadas ao uso destes produtos foram responsáveis por mais de 45.000 visitas de crianças menores de 3 anos ao pronto-socorro, entre 1991 e 2010. A maioria dos acidentes envolveu crianças com idades entre 1 e 2 anos que seguravam uma mamadeira quando caíram e cortaram a boca.

"Vários pais adaptam suas casas para a chegada dos bebês, mas nem sempre pensam na possibilidade de uma lesão causada por estes objetos", disse Sarah Keim, pesquisadora do Hospital Infantil Nationwide, em Columbus, Ohio, e principal autora do estudo.

CADASTRE-SE PARA RECEBER A NEWSLETTER DO DELAS  

A Academia Americana de Pediatria (AAP) recomenda que os pais façam a transição da mamadeira para o copo quando a criança tiver de 12 a 15 meses de idade, para evitar problemas como cárie dentária. A AAP também recomenda que se retire a chupeta do bebê entre seis e 12 meses de idade. "Seguir essas recomendações pode também ajudar a reduzir ferimentos, mais uma razão para colocá-las em prática", disse Keim

Veja o Guia do Bebê, com características e desafios de cada fase dos zero aos 12 meses

No entanto, os riscos de acidente não vão necessariamente diminuir se os pais mantiverem os bebês longe de mamadeiras ou chupetas enquanto as crianças estão na idade recomendada, disse Mark Zonfrillo, pediatra do Hospital Infantil da Filadélfia. O estudo não foi projetado para testar esta possibilidade.

"As razões normais pelas quais recomendamos o desmame é que a mamadeira tem sido associada à ingestão excessiva de leite, deficiência de ferro e possíveis problemas com cáries", disse Zonfrillo.

Leia também: Fraldas, mamadeira, chupeta: existe idade certa para largar?

Os pais podem tomar medidas para evitar ferimentos com esses objetos, como ficar no mesmo cômodo com seus bebês quando eles começam a andar. O estudo será publicado na edição de junho da revista “Pediatrics”.

A Academia Americana de Pediatria recomenda transição da mamadeira para o copo entre 12 e 15 meses de idade
Thinkstock/Getty Images
A Academia Americana de Pediatria recomenda transição da mamadeira para o copo entre 12 e 15 meses de idade
Dados e metodologia

Para o estudo, Keim e seus colegas coletaram dados do Sistema Nacional de Vigilância Eletrônica de Lesões dos Estados Unidos, uma rede de cerca de 100 hospitais em todo o país que relatam lesões causadas por objetos de consumo. O sistema registrou 2.283 casos de lesão envolvendo mamadeiras, chupetas e copos com canudo em crianças menores de 3 anos entre 1991 e 2010.

A partir desse número, os pesquisadores estimam que havia 45,398 casos destas lesões em todo o país durante este período, ou 2.270 casos por ano, em média.

Dois terços das lesões foram em crianças entre um e dois anos. "É justamente a idade que as crianças começam a andar e correr e não são muito boas nisso ainda", disse Keim

Cerca de 66% das lesões foram relacionadas com mamadeiras, e 86% envolviam queda.

Veja também:
Como escolher a mamadeira certa?
Educação de A a Z: especial esclarece conceitos fundamentais na criação dos filhos 

Embora os pesquisadores não tenham conseguido determinar a sequência exata de eventos, “sugerimos que seria razoável supor que a criança estava caminhando ou correndo com um produto em sua boca ou perto de seu rosto e então tropeçou e caiu", disse Keim.

Não está claro o motivo de mamadeiras causarem mais lesões do que chupetas ou copos com canudos, Keim disse. "As mamadeiras poderiam ser potencialmente mais perigosas ou as crianças estão utilizando-as mais do que os outros produtos."

Lesões relacionadas à chupeta somaram cerca de 20% dos casos. Elas ocorreram mais frequentemente em crianças menores de um ano e costumam levar a hematomas e danos dentários. Copos antivazamento, mais comuns nas ocorrências entre crianças maiores de dois anos, tendem a machucar mais a cabeça, pescoço e rosto.

Os autores aconselham os pais a materem seus filhos sentados enquanto eles estiverem ingerindo líquidos. 

Leia também:
O dossiê da chupeta
Dedo x chupeta
Como ajudar seu filho a largar a chupeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.