Mulheres se juntam para compartilhar experiências e problemas em ambiente voltado para assuntos relacionados à maternidade

Fóruns online ajudam mães a tirar dúvidas e compartilhar angústias e experiências
Getty Images
Fóruns online ajudam mães a tirar dúvidas e compartilhar angústias e experiências
Meu filho tem dois anos e ainda não fala. Preciso me preocupar? O que fazer para melhorar o desconforto das crianças quando os dentes nascem? Como falar para minha sogra que ela não deve dar chocolate antes do almoço para meus filhos? Estas são questões rotineiras da maternidade, mas para quem perguntá-las quando não se tem uma mãe ou amiga disponível? Para suprir essa necessidade muitas mulheres encontraram um caminho: participar de fóruns de discussão ou grupos do Facebook voltados exclusivamente para mães.

Leia também
- Como a internet mudou a maternidade
- 8 razões por que a vida do seu filho é melhor que a sua

“Nosso grupo começou com 40 amigas adicionadas pela Cristiana Taylor para conversar sobre um ralador de frutas. Hoje, temos quase cinco mil membros e uma lista de espera de 900 pessoas”, conta Renata Costa, fisioterapeuta que administra o 4mom´s, um grupo fechado no Facebook, juntamente com Cristiana. Com membros muito ativos, alguns tópicos mais polêmicos alcançam a marca de mais de cem comentários em poucos minutos.

Criado originalmente como um canal de TV exclusivamente transmitido dentro de maternidades, o Mulher & Mãe viu na internet uma oportunidade de se aproximar do seu público através da criação de rede social, twitter e grupo de discussão no Facebook. “Publicamos diariamente no nosso blog e mediamos várias conversas diárias no Facebook”, conta Lilian Gaino Dorighello, gerente geral do grupo.

Priscila, na Austrália há sete anos, com Noah e o marido: dúvidas resolvidas do outro lado do mundo
Narciso Souza
Priscila, na Austrália há sete anos, com Noah e o marido: dúvidas resolvidas do outro lado do mundo
Desabafos e dúvidas

As conversas vão desde desabafos relatando problemas pessoais até ajudas pontuais, como dicas para fazer o bebê dormir a noite toda. “Não consigo ficar um dia sem entrar no grupo. Sou viciada. Uso para me distrair, tirar dúvidas ou dar um pouco de risada. Deixei de trabalhar para cuidar da minha filha e acabo ficando meio sozinha durante o dia”, relata a administradora de empresas Erika Molina Lins, mãe de Luiza, de um ano.

Longe do Brasil há sete anos, a chef de cozinha Priscila Bitencourt Ali Muro divide suas dúvidas diretamente da Austrália. “Às vezes quero saber como posso tratar uma assadura leve e não tenho para quem perguntar aqui. Vou direto para o fórum. As mães de lá me ajudam mais do que podem imaginar”, desabafa a mãe de Noah, de 15 meses.

E não são apenas as mães de primeira viagem que precisam de ajuda. Kátia Siqueira, cinco filhos com idades que vão de dois a 23 anos, tem experiência de sobra, mas mesmo assim fez do fórum de discussão um aliado na criação da caçula, Letícia. “Moro longe da minha mãe e fico muito dentro de casa com as crianças. O grupo virtual acaba sendo uma janela para o mundo. Lá tenho informações e palavras de apoio quando preciso.”

Regras e espaço comercial

Participantes que não dispensam a ajuda no ambiente virtual precisam andar na linha para não serem expulsas pelos administradores. Com o objetivo de promover uma colaboração mútua entre os membros, diversos grupos proíbem manifestações comerciais ou comentários ofensivos. Esse controle dá trabalho. “Temos articuladoras de rede que acompanham, moderam e promovem o debate em todas as nossas frentes digitais”, diz Lilian.

“O objetivo do grupo é ajuda mútua. Não queremos um ambiente puramente comercial. Eu dedico as minhas noites para a leitura de todos os posts e comentários. Controlamos o conteúdo e quem não está dentro das regras pode ser substituído por outro membro”, explica Renata.

A rigidez dos administradores é bem vista dentro do grupo. “Eu ficaria perdida sem meu grupo de amigas do fórum, mas quem fala algo que não deve ou ofende alguém merece ser punido mesmo”, afirma Priscila.

Leia também
40 ideias de lembrancinhas de maternidade para celebrar a chegada do bebê
Bebê recria cenas de filmes clássicos. Veja fotos e tente adivinhar

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.