Aproveite o recesso de fim de ano com ideias descomplicadas e que custam pouco, mas irão fazê-lo muito feliz

Brincar é essencial para o desenvolvimento da criança
Mariana Newlands
Brincar é essencial para o desenvolvimento da criança
Nas festas de fim de ano e no recesso escolar, muitos pais ficam perdidos: o que fazer com as crianças? Como distrai-los? Nos primeiros dias do recesso, entre as festas de Natal e Ano Novo, há uma infinidade de atividades e programas rápidos, que podem ser feitos sem grandes planejamentos e com custos menores ainda. Anote algumas dicas.

1. Brinque com ele

Por que: brincar é fundamental para o desenvolvimento infantil. É a partir do faz-de-conta e da brincadeira que a criança aprimora ferramentas, como a capacidade de socialização e o raciocínio lógico, para enfrentar os desafios da vida real.

A dica: escolha aqui entre 100 brincadeiras , de acordo com a faixa etária do seu filho, o local para brincar e a habilidade a desenvolver.

2. Leve-o para a cozinha

Por que:
paciência para observar a transformação dos ingredientes em um prato e cuidado para seguir cada passo de uma receita são ótimos temperos para a vivência infantil. Além disso, cozinhar com seu filho pode fazê-lo rever seus conceitos sobre alimentos antes rejeitados.

A dica: entenda tudo que a culinária pode fazer por seu filho , na palavra de especialistas.


3. Assista desenhos

Por que: histórias, em qualquer formato, são ingredientes essenciais para o desenvolvimento psicológico da criança. Acompanhar seu filho e saber que tipo de estímulo ele anda recebendo também é tarefa de todos os pais.

A dica: escolha entre dez desenhos clássicos , entenda o que eles ensinam e divirta-se também.

O Rei Leão, relançado em 3D: filmes de animação clássicos reúnem pais e filhos
Divulgação
O Rei Leão, relançado em 3D: filmes de animação clássicos reúnem pais e filhos

4. Viaje com ele

Por que: a oportunidade de conhecer outras culturas e sair da rotina é importante para qualquer criança, por mais nova que ela seja. A experiência sempre influencia na formação da personalidade.

A dica: veja porque viajar com crianças não é sinônimo de férias em um resort ou na Disneyworld.

5. Convide os amigos dele para uma reunião na sua casa

Por que: conhecer os amigos do seu filho significa saber entender a influência da turma em alguns comportamentos e deixá-lo seguro para circular entre a família e os colegas.

A dica: compartilhe a experiência de mães e recreadores sobre reuniões da turma em casa.

A regra é ser criativo e deixar que as crianças participem da criação dos brinquedos
Edu Cesar/Fotoarena
A regra é ser criativo e deixar que as crianças participem da criação dos brinquedos
6. Faça brinquedos de sucata

Por que:
além da importância da brincadeira, usar sucata estimula seu filho a entender que materiais podem ser reaproveitados e o lixo pode virar diversão. Também vale praticar o desapego e perceber que nem todo brinquedo legal vem da loja.

A dica: aprenda a fazer passo a passo cinco brinquedos com sucata .

7. Conte histórias

Por que: o ato de contar histórias combina todos os ingredientes necessários para o desenvolvimento da criança: entretenimento, cultura, acolhimento, criação de vínculo. E não custa absolutamente nada.

A dica: contadores profissionais ensinam os pais a contar histórias em casa sem erro.

Se preferir, comece com o apoio de um livrinho. Aqui tem uma seleção de autores clássicos que escreveram também para as crianças .


Leia também
11 atividades para fazer com as crianças
Testes e infográficos sobre a maternidade

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.