Conhece alguém que nunca pronunciou a frase "Estou estressada"? Saiba quais são os sintomas de verdade e veja se você passa por isso

Parece que o mundo conspira para que qualquer mortal fique estressada. Cobrança no trabalho, a casa para administrar, filhos na escola, o casamento desajustado, as contas para pagar. Suportar a máquina do dia-a-dia é quase tarefa para super-heroínas saídas diretamente dos quadrinhos. Uma hora a cabeça pifa e leva junto o seu corpo. O resultado: estresse.

Estresse é o conjunto de reações químicas que acontecem dentro do corpo quando você é submetida à tensão. Estar estressada virou um adjetivo, mas o estresse é uma condição clínica cujo alvo mais comum são as mulheres.

Clinicamente estressada

Impossível não terminar o dia no famoso estado morta de cansada. Mas não necessariamente essa estafa física é sinal de estresse. No simples cansaço é mais fácil voltar para um estado de equilíbrio com alguns recursos relaxantes: massagens, lazer e, sobretudo, ao solucionar a causa, explica Ana Maria Posca, fisioterapeuta graduada pela PUC-Campinas e pela École Française de Massothérapie de Gymnastiques Médicale et de Pédicure, Paris, França.

Quando a barra pesa, o seu corpo entra em estado de emergência. E retornar ao estado de bem estar e equilíbrio se torna muito mais difícil. O gestual fica desarmonioso, a fala acelerada, o corpo fica rígido, o sono superficial. Qualquer estímulo físico ou emocional toma proporções exageradas e faz com que o indivíduo se sinta em estado de alerta permanentemente, afirma Ana.

Mas como descobrir se você está cansada demais ou clinicamente estressada?

6 sinais que o seu corpo dá para dizer que você está estressada

Elevação da pulsação cardíaca
O coração está saindo pela boca? Atenção! O estresse provoca aumento dos batimentos cardíacos e leva a sua pressão lá pra cima. Com frequência, esses sintomas podem abusar do seu coraçãozinho e provocar reações mais sérias, como um infarto.

Problemas de memória e concentração
Esquecer onde colocou as chaves do carro é super comum. O problema é quando isso começa a atrapalhar a sua rotina e virar constante. Em meio a tantas tarefas e submetida a milhares de pressões, você acaba caindo na falta de atenção e concentração. Diminuição da memória e falta de concentração são sintomas de quem pode estar estressada.

Má digestão ou alimentação compulsiva
A caixa de chocolate foi devorada em 5 minutos? Aquela barrinha de cereal indefesa causou uma enorme dor de estômago? Se você está passando por maus bocados, é bom ficar de olho. Além da falta de ingestão de nutrientes adequados, você pode ter uma úlcera ou uma gastrite nervosa decorrente da tensão.

Pés e mãos frias
Aquele suador de nervoso não pode te acompanhar o dia todo. Quando suam demais, as mãos e pés indicam que o corpo não está bem. É bom ficar alerta!

Pupila dilatada
Em situação de estresse, o seu corpo libera adrenalina na corrente sanguínea. E você reage como se estivesse em situação de perigo e alerta. O coração bate mais rápido e a pupila aumenta.

Impaciência e irritabilidade
Esse é o sintoma clássico. Você fica insuportável e acha o mundo também insuportável. Paciência zero, melhor ninguém chegar perto. As pessoas com estresse estão, normalmente, ansiosas, irritadas e preocupadas, diz a fisioterapeuta. E, devido às alterações fisiológicas no organismo, como o aumento da produção de adrenalina, é mais difícil se reequilibrar, conclui.

Se você identificar um ou mais destes sintomas com freqüência, procure um médico.

Leia mais sobre: estresse

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.