As mulheres investem altas quantias em produtos de beleza e tratamentos de prevenção dos sinais da idade, mas esquecem que o consumo de cigarros podem colocar tudo a perder

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=ModeloiG%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237491665644&_c_=MiGComponente_C

O tabaco promove envelhecimento precoce e uma série de doenças como depressão, câncer de mama, mau hálito e perda ou ganho de peso. Os componentes do cigarro interferem na genética celular. Novas células podem nascer com problemas, aumentando a incidência de câncer, lembra a cardiologista Dra. Danielli Haddad Syllos Dezen.

Contudo, apesar de conscientes dos riscos e dos alerta das entidades ligadas à área de saúde, muitas mulheres não conseguem parar de fumar, já que o vício envolve mecanismos psicológicos, comportamentais, culturais, além da dependência química. No geral, devido aos picos hormonais junto com o medo de ganhar peso, elas têm mais dificuldade em parar de fumar do que os homens.

O cigarro, de fato, acelera o metabolismo, diminui a fome e interfere diretamente no paladar. Isto explica esse medo com o peso. No entanto apenas 5% engorda mais do que 10 Kg, a média de ganho é de 2 a 3 Kg para as mulheres que não se descuidam.

Parar de fumar envolve também mudança de hábitos como iniciar atividade física para um consumo saudável das calorias e uma dieta equilibrada, de preferência com orientação nutricional.

"O maior erro que uma mulher pode cometer é não parar de fumar para não ganhar peso. Com o passar dos anos, esteticamente a mulher tabagista perde feio das não tabagistas .  O peso é apenas um detalhe perto de uma aparência envelhecida, com maior risco de infarto, doença pulmonar e câncer, além de infertilidade e osteoporose, diz a especialista.

Estudos publicados pelo Instituto Nacional do Câncer (INCA) constataram que o tabagismo na mulher reduz globalmente a fertilidade, causando um atraso da primeira gestação.

O médico Joji Ueno, especialista em reprodução humana, explica que fumar é um entrave real para o casal que deseja engravidar. Pesquisas dos últimos anos apontam que o tabagismo materno afeta a fertilidade mais que o tabagismo paterno , o que significa que o sistema reprodutivo feminino é mais vulnerável ao tabagismo que o sistema masculino, afirma Joji Ueno.

Para facilitar a vida de quem pretende parar de fumar, a Dra. Danielli Haddad Syllos Dezen dá dicas para livrar-se de vez desse mal:

Passo 1: Marcar uma data: de preferência o final de semana, após aquela festa de arromba, ou após alguma situação de stress maior;

Passo 2: Detectar os eventos gatilho e evitá-los, isto é, situações que favorecem a procura do cigarro, como exemplo, sair com aquele grupo de amigos fumantes, ficar sozinha á noite em casa sem fazer nada, após as refeições.

Passo 3: Trocar vícios ruins por vícios bons, ou seja, iniciar uma academia, começar a fazer  aula de dança ou um curso , sair com pessoas que tenham hábitos saudáveis,organizar a casa , borrifar aromatizadores, retirar os cinzeiros etc;

Passo 4: Quando tiver vontade de fumar, tomar água gelada, mascar cravo, balas diet, respirar fundo contando até dez;

Passo 5: Lembrar que parar de fumar necessita de determinação. Nunca se deve olhar para trás. As primeiras 72 horas são as piores sem o cigarro.Passando esta fase, a tendência é de diminuir a vontade de fumar. Nunca tente "se testar", nunca mais coloque um cigarro na boca. Isto poderá levar a recaída e o recomeçar é sofrer novamente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.