Quase 60% das pessoas que faziam sexo mais do que uma vez por mês declararam-se muito felizes com a vida e com o casamento

Quanto maior a frequência sexual mais predispostos os casais ficaram a definir seu casamento como feliz e a acharem a vida em geral mais satisfatória
Getty Images
Quanto maior a frequência sexual mais predispostos os casais ficaram a definir seu casamento como feliz e a acharem a vida em geral mais satisfatória
Um novo estudo realizado entre casais americanos revela que ter uma vida sexualmente ativa está diretamente associado a satisfação com o casamento e com a vida em geral.

Essa revelação foi feita com base na análise das respostas das 238 pessoas, com idades a partir de 65 anos, que fizeram parte do General Social Surveys de 2004 no EUA.

CURTA A PÁGINA DO DELAS NO FACEBOOK E SIGA NO TWITTER

Quanto maior a frequência da atividade sexual mais predispostos os casais ficaram a definir seu casamento como feliz e a acharem a vida em geral mais satisfatória. A associação entre vida sexual e felicidade se manteve, mesmo quando outros fatores, como idade, gênero, estado de saúde e situação financeira foram isolados.

Sexo mais de uma vez por mês
Quase 60% das pessoas que faziam sexo mais do que uma vez por mês declararam-se muito felizes com a vida e com o casamento, comparado com 40% das pessoas que não praticavam sexo há um ano ou mais.

Os resultados foram apresentados no encontro annual da Sociedade de Gerontologia da América, realizado em Boston, no dia ultimo dia 20 de novembro.

Leia também:

- Brasileiros estão mais felizes na terceira idade
- É possível ser independente na terceira idade?

“Esse estudo vai ajudar a abrir linhas de comunicação e vai incentivar o aparecimento de estratégias inovadoras para lidar com a sexualidade na maturidade”, avalia a autora do estudo, Adrienne Jackson, professora- assistente na Florida Agricultural and Mechanical University.

“Sublinhar a relação entre sexo e felicidade vai nos ajudar a desenvolver e a organizar intervenções específicas no âmbito da saúde pública para esse segment crescent da população”, Jackson conclui.

Felicidade
Os participantes do estudo tinham que responder à seguinte pergunta para avaliar a frequência da sua atividade sexual: “Quantas vezes você teve relações sexuais nos últimos 12 meses? Por ‘relações sexuais’, entenda-se sexo vaginal, oral ou anal”.

Os participantes também eram convidados a responder às seguintes perguntas sobre felicidade em geral e felicidade no casamento: “De modo geral, como você definiria sua vida hoje? Muito feliz, feliz, não muito feliz?” E “De modo geral, como você descreveria seu casamento” Muito feliz, feliz, não muito feliz?”

Como o estudo foi apresentado durante um evento medico, os dados e as conclusões são considerados como sendo preliminaries até a publicação do estudo em uma revista especializada.

Continue lendo:

- Luta contra o envelhecimento começa bem mais cedo
- A terceira idade chegou. E agora?

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.