Exagerou no carnaval? Calma, você está longe de ser o único. Confira histórias de quem passou por isso e aprenda com eles

Ressaca moral: acompanhado ou não da bebedeira, o arrependimento pode bater na quarta-feira de cinzas
Getty Images
Ressaca moral: acompanhado ou não da bebedeira, o arrependimento pode bater na quarta-feira de cinzas

Quando a quarta-feira de cinzas raiar, a possibilidade de o arrependimento por uma farra mal calculada ser compartilhado por milhares de foliões espalhadas por todo o Brasil é grande.

Mas não há motivos para desespero. "O fato de a pessoa se sentir culpada já representa um início de preocupação, o que é sempre importante", explica a psicoterapeuta Blenda de Oliveira.

Segundo Blenda, o ideal é contar com as pessoas mais próximas, que estavam no local do "crime", para averiguar qual a gravidade da situação. "Muitas vezes imaginamos algo muito maior do que o que realmente aconteceu", diz

Quando causada pela ingestão exagerada de bebidas alcoólicas, no entanto, a ressaca moral pode ser sintoma de algum problema emocional mais intenso. A pessoa busca no álcool uma maneira de escapar da realidade. "Pode ser um momento de mudança na vida da pessoa, uma desilusão amorosa ou alguma situação que gere muitas dúvidas", explica a psicoterapeuta.

Se isso é algo que acontece só de vez em quando, não há muito problema. Mas se é algo rotineiro, é importante procurar ajuda profissional para entender por que isso tem acontecido.

De final trágico ou cômico, é fato que ressacas morais rendem geralmente boas histórias. Clique abaixo para ler os relatos de algumas pessoas que passaram por isso e tire proveito das experiências delas:

- "Vomitei na bolsa durante um happy hour do escritório"
- "A ressaca moral de algo que não fiz"
- "Traí minha namorada com a ex"

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.