O hábito de pular sete ondas ou usar branco tem origem na simbologia clássica e mostra a nossa tendência em controlar o destino

As simpatias de Ano-Novo são irresistíveis
Getty Images
As simpatias de Ano-Novo são irresistíveis
Pular sete ondas. Vestir roupas brancas. Usar uma calcinha nova. Guardar sementes de romã. Por mais racional que se seja, poucas pessoas escapam das simpatias de ano novo. Mas por que, em plena era da ciência e da informação, tanta gente ainda cede à tentação de recorrer a uma magia?

A velha máxima espanhola “eu não creio em bruxas, mas que elas existem, existem” ajuda a explicar. “A natureza humana deseja conhecer”, explica Susana Mesquita Barbosa, Professora de Filosofia e Antropologia na Universidade Presbiteriana Mackenzie. “Fazer uma simpatia é tentar uma aproximação com aquilo que não se explica”.

Em um ano, as possibilidades de uma pessoa comum “viver um grande amor”, “encarar desafios no trabalho” e “passar por um bom momento financeiro” são bastante razoáveis. Elas dependem de uma combinação de fatores que estão além do controle humano – e por isso a necessidade de aproximar o mundo concreto com aquilo que não se vê: os rumos do destino. “A simpatia é um mecanismo de crença baseado na esperança”, avalia Susana. E quem nunca fez uma, ainda que discretamente, que atire a primeira pedra. Ou, melhor, a primeira sementinha de romã...

Origens das simpatias

Na Filosofia, a discussão sobre magia começa no século 7 a.C. “A palavra ‘simpatia’ vem de “pathos”, uma palavra grega cujo significado original remete a “paixão”, “sofrimento”, “catástrofe”. “É o passional em oposição ao racional”, completa Susana.

As simpatias reaparecem com força total na Idade Média, quando a civilização ocidental se confronta com a cultura árabe e surge a ideia mais concreta da magia. A maioria dos elementos das simpatias está relacionada à simbologia clássica, que é atrelada às questões físicas. Então, o amarelo da calcinha, usada para atrair riqueza, remete ao ouro; o branco, das vestes da igreja e das pombas, simboliza a paz, e assim por diante.

Simpatias de Ano-Novo

Como não poderia deixar de ser, compilamos as simpatias mais populares:

Para o amor

- Usar roupa de baixo vermelha (paixão) ou cor de rosa (amor).

- Pular as sete ondas.

- Guardar um fio de cabelo dele junto com um seu em um saquinho branco.

Para a saúde

- Colocar um punhado de arroz em cada canto da casa e só tirar no dia de Reis, 6 de janeiro.


Para fortuna e fartura

- Comer uma colher de sopa de lentilha.

- Comer sete partes da romã e guardar as sementes na carteira.

- Comer 12 uvas à meia-noite, para ter dinheiro em todos os meses.

- Passar as 12 badaladas em cima de uma cadeira ou banquinho e, depois, descer com o pé direito.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.