Madonna ganhou flores que detesta e acabou dando vexame. Mas quem nunca passou pela saia justa de não gostar de um presente?

Madonna no evento em que recebeu as odiadas hortênsias
Getty Images
Madonna no evento em que recebeu as odiadas hortênsias
A popstar Madonna se viu numa saia justa na última terça-feira (06). Um jornalista resolveu presenteá-la justo com hortênsias, flores que ela detesta – como disse, sem querer, em alto e bom som. Madonna não sabia que o microfone estava ligado e a indelicadeza foi ouvida por todos que estavam na coletiva de seu filme no Festival de Veneza.

Madonna até começou bem, ao agradecer as flores com um sorriso e um ‘obrigada’. Mas, de acordo com a consultora de etiqueta Célia Leão, a cantora tem todo o direito de não gostar do presente, mas deveria ter sorrido e encerrado o assunto por aí. “Ela é o tipo de pessoa que tem tudo. O jornalista nem tinha obrigação de presenteá-la. Foi apenas um gesto de gentileza, um presente social. O correto seria não ter comentado que não gostou das flores.”

Mas, verdade seja dita, quem nunca recebeu um presente de que não gostou e ficou sem saber bem o que fazer? Às vezes, a situação é tão inesperada que nem o sorriso amarelo engana. Como se comportar nesses casos?

CURTA A PÁGINA DO DELAS NO FACEBOOK E SIGA NO TWITTER

Intenção
Ao presentear alguém, a intenção é o que mais conta. “Claro que receber algo que nos agrada é melhor, mas não gostar de um presente não significa que não devemos ficar gratos por sermos lembrados”, explica Célia. Ela diz ainda que, se você não quer cometer uma gafe como a protagonizada por Madonna, a melhor forma de agir é agradecer o gesto e manter uma postura discreta sobre o ocorrido. Isso significa guardar a sua opinião para você: se não gostou, não diga a ninguém.

Leia também:
Dez erros que cometemos no restaurante por quilo
Manicures e taxistas revelam piores comportamentos dos clientes

A consultora de imagem e estilo Daniella Passaretti também vê nesta atitude a melhor forma de lidar com a situação. “Precisamos pensar na intenção que a pessoa teve. Se a pessoa te presentear pessoalmente, agradeça e jamais comente que aquilo não combina com você ou que não gostou”.

Célia aponta que precisamos saber olhar além do objeto. “Ser elegante é ter sensibilidade para entender que foi um gesto delicado. Se você foi presenteado, significa que a pessoa gastou tempo e dinheiro. Seja gentil e desenvolva a habilidade de enxergar além do que ganhou”, afirma.

Pode trocar?
Em casos onde a troca do produto é possível, essa é a melhor saída. Se você for perguntado sobre o paradeiro do presente, explique que precisou trocá-lo porque não serviu ou porque já tem o mesmo produto.

Leia também:
9 motivos para você se comportar nas redes sociais
Cursos de etiqueta atuais redefinem a elegância e são para todos

“O melhor é que a indicação da loja onde foi comprado venha no pacote. Dessa forma, quem for presenteado sabe que a pessoa não se importará se ele precisar trocar o produto. Com certeza as situações constrangedoras serão mais raras”, ensina Daniella. Ela diz ainda que, se o presente for dado por pessoas muito próximas, o deve ser feito é aceitar o objeto e somente depois, em um momento oportuno, conversar com a pessoa e explicar que aquele tipo de presente não é muito seu estilo ou do seu gosto. “Se a intimidade permite, essa conversa pode acontecer. Mas jamais no momento que ganha o presente. Isso é uma falta de delicadeza muito grande.”

Outra sugestão dada por Célia é a “reciclagem” de presentes. Ela assegura que não há problemas em passar o presente para alguém que irá realmente aproveitá-lo. Só que é preciso muito cuidado para não piorar ainda mais a situação. “Você tem que ter certeza absoluta que quem presenteou não ficará sabendo disso. Se ficar sabendo, vai ser extremamente desagradável.” Já a consultora de Moda e Imagem Carolina Bastos não gosta da ideia. “Dar o presente para outra pessoa é indelicado. Acho que ou você faz a troca ou guarda o presente e pronto.”

Dicas
Mas afinal, como escolher um presente? Não é uma ciência exata, mas é possível minimizar os erros. Daniella aconselha a sempre reparar no tipo de coisa que quem você deseja presentear usa. Coisas marcantes e com personalidade, como roupas muito coloridas, estão fora da lista. “Para dar este tipo de coisa é preciso ter muita certeza sobre os gostos da pessoa”, diz. Na dúvida, fique com itens considerados básicos.

Outro toque dado pela consultora é evitar presentes feitos em casa. “Coisas feitas pela tia ou pela amiga que é fera no artesanato podem ser lindas para você, mas não tão belas para os outros. Isso é muito pessoal. Fique com algo mais generalista e comprado em loja para que a pessoa possa trocá-lo se desejar”, aponta Daniella.

E ainda:
Etiqueta Animal: Você é um dono educado?
7 saias justas modernas - e como sair delas 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.