Valor médio por compra fica entre 30 e 40 reais

Levantamentos apontam que as mulheres representam 60% das pessoas cadastradas em sites de compra coletiva. E elas não gastam pouco, não. O valor médio gasto em uma única compra varia entre 30 e 40 reais. Atrás justamente deste público, o empresário Pedro Eugênio idealizou o primeiro portal que reúne ofertas voltadas apenas para o público feminino, o Loucas Por Descontos. O investimento total feito foi de um milhão de reais.

Veja também:
- Sites de compra coletiva trazem descontos e gastos por impulso
- Estreia primeiro site de compras coletivas dirigido a mães

Lançado há menos de um mês, o site já contabiliza mais de 35 mil visitantes únicos. São quase três mil cadastros efetuados. A gerente comercial do site Patricia Soderi diz que a meta é cadastrar um milhão de pessoas até o fim do ano. “O site nasceu com o objetivo de facilitar a vida das mulheres. Elas não precisam mais visitar inúmeros sites para encontrar boas ofertas. No Loucas Por Descontos temos todas as ofertas que possam interessar ao universo feminino”, diz.

O site possui 18 categorias, entre elas, as mais concorridas: estética, saúde e alimentação. Para evitar que as mulheres comprem cupons que depois não consigam utilizar por causa da localização do estabelecimento, o site disponibiliza um mapa para ser consultado antes da compra. “Também é possível localizar as ofertas mais próximas a um determinado endereço, como a casa ou o trabalho” afirma Patricia.

Seleção de parceiros
Pioneiro no negócio de compras coletivas no Brasil, o site Peixe Urbano, fechou o ano de 2010 com mais de cinco milhões de usuários cadastrados. A primeira promoção foi ao ar em março do mesmo ano. “Os sites de compra coletiva, por oferecerem cupons de valores bem baixos que chegam a dois ou três reais, tornaram-se um meio eficiente para que muitas pessoas possam experimentar comprar pela internet sem medo de ter um grande prejuízo. Com o tempo, os brasileiros estão se sentindo cada vez mais confortáveis com este novo tipo de comércio”, afirma a diretora do site Peixe Urbano, Letícia Leite.

Para tentar diminuir o número de reclamações, principalmente por mau atendimento, o Peixe Urbano passou a oferecer treinamento constante para seus parceiros para que eles aprendam a lidar com os novos clientes. “O processo de seleção de parceiros comerciais envolve consultores que visitam o local e determinam, por exemplo, a capacidade de atendimento daquele estabelecimento. Para que a gente recomende aquele determinado parceiro precisamos acreditar que ele pode fazer um bom trabalho”, afirma Letícia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.