“Fico mais ligado com o que acontece na internet do que com o que se passa ao meu redor"

Igor já teve o celular
Arquivo pessoal
Igor já teve o celular "confiscado" por amigos durante um encontro presencial
A vida online é uma velha conhecida de Igor Maia, 24 anos, funcionário público. “Eu entro desde 2000, quanto tinha 12 anos. Entrava de madrugada, era internet discada ainda, e ficava até altas horas da noite”, diz Igor. “O pc e o site eram lentos demais. Aqueles tempos eram tenebrosos.”

Igor participa de várias redes sociais: Orkut, fotolog, Facebook, Twitter, e posta do celular, de onde estiver. Meus amigos já confiscaram meu celular”, diverte-se. Ele acessa por notebook, videogame dois celulares. Ou seja, conexão a qualquer hora do dia ou da noite.

“Muita gente acha que sou viciado, mas eu não me considero assim. Se bem que fico tenso quando não consigo acessar a internet”, confessa o funcionário público.

O que ele mais curte na web? Os debates em redes sociais, jogos e downloads de músicas e séries. “Mas a maior alegria que a internet dá são, certamente, os virais e memes que surgem no YouTube. E vídeos de bichinhos fofos”, brinca.

A vontade de se conectar piorou depois de ter acesso a internet pelo celular. “Quando viajei a São Paulo fiz praticamente um live tweeting registrando tudo que acontecia onde eu estava e o que eu fazia. E teve certas vezes que eu simplesmente pedia socorro pois não dava linha no celular e ficava sem internet, em viagens de família”, diz.


CADASTRE-SE PARA RECEBER A NEWSLETTER DO DELAS


CURTA A PÁGINA DO DELAS NO FACEBOOK E SIGA O @DELAS NO TWITTER

Leia mais:
Você é louco pelo quê?
Karen Polaz, louca por chocolate
Rogério Caetano, louco por livros e séries
Igor Maia, louco por internet

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.