Rachel Veitch deixa de dirigir após rodar 927 mil km com o mesmo carro: foram três casamentos e 18 trocas de baterias, ela conta

selo

Getty Images
Mercury Comet Caliente foi comprado por US$ 3.289, em fevereiro de 1964
Uma avó de 93 anos de idade, residente da Flórida, estacionou seu carro pela última vez depois de ter rodado 927.000 km, mais do que uma viagem de ida e volta à Lua, em 48 anos ao volante do confiável automóvel.

Rachel Veitch comprou seu Mercury Comet Caliente por US$ 3.289 em fevereiro de 1964. O carro durou três casamentos e 18 mudanças de bateria.

No último dia 9 de março ela teve que parar de dirigir por ter se tornado legalmente cega. Agora, Rachel planeja vender o carro em vez de repassá-lo para familiares, com receio de que eles não cuidem bem do automóvel.

"Eles não vão ficar com ele porque não poderiam cuidar como eu cuidei", disse a vovó à Fox News. Rachel tem quatro filhos, nove netos e 11 bisnetos.

Para ela, a atenção e o cuidado que deu ao carro são a razão de o automóvel ter durado tanto tempo.

Em 2009 ela disse à Fox News: "Quando compro gasolina, escrevo quantas milhas percorridas até então, a data e, em seguida, quantas milhas o carro faz com um galão de combustível. Nunca fui uma pessoa destrutiva, sempre cuidei muito bem de tudo, exceto de meus maridos".

Venda a Jay Leno?

O carro, que valeria cerca de US$ 12 mil e tem três conjuntos de amortecedores e oito tubos de escapamento, sofreu apenas uma colisão, na traseira, em 1980.

O automóvel deverá participar de uma exposição de relíquias de quatro rodas no Wisconsin, em julho, embora Rachel não saiba qual o destino do carro depois disso.

O carro durou três casamentos e 18 mudanças de bateria
Getty Images
O carro durou três casamentos e 18 mudanças de bateria
Ela afirma considerar a venda para Jay Leno, um entusiasta de carros clássicos nos Estados Unidos e apresentador do popular programa de entrevistas noturno The Tonight Show.

"Ainda não falei com Jay Leno, mas imagino que ele esteja interessado. Mas não quero pensar nisso agora", disse a idosa à Fox News quando se tronou impedida de dirigir.
"Tenho consciência de que não seria seguro dirigir"

Rachel Veitch, aposentada

A enfermeira aposentada afirmou, porém, que vem se adaptando bem à vida sem o carro.

"Tenho consciência de que não seria seguro dirigir".

Embora tenha rodado o equivalente a mais do que duas vezes a distância da Terra à Lua (380.000 km), o Mercury não bateu o recorde de distância percorrida por um automóvel. Irv Gordon foi citado no Guinness Book de Recordes Mundiais em 1998 com 2,72 milhões de Quilômetros com seu Volvo P1800 modelo 1966. Ele teria acumulado ainda mais depois do recorde, chegando a cerca de 4,8 milhões de quilômetros com o mesmo carro.

Continue lendo:
- 5 coisas que melhoram ao envelhecer
- 7 dicas para você ser uma avó moderna
- Exposição exalta beleza feminina na terceira idade

>>> Assine a Newsletter , curta nossa página no Facebook e siga o @Delas no Twitter <<<

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.