Perfis inspiradores de mulheres urbanas das várias regiões do Brasil: Thais, São Paulo, SP

Thais Prado Horta, de São Paulo, São Paulo

Thais Prado Horta, vive em São Paulo, a maior metrópole do Brasil, dividida entre a paixão pelo campo e a responsabilidade pela preservação do meioambiente das cidades
Acervo pessoal
Thais Prado Horta, vive em São Paulo, a maior metrópole do Brasil, dividida entre a paixão pelo campo e a responsabilidade pela preservação do meioambiente das cidades
Thais Prado Horta, 50 anos, nasceu em São Paulo, é pedagoga e servidora pública municipal há 26 anos. Pós-graduada em Gestão no Terceiro Setor e em Educação Ambiental, ela é professora universitária e também trabalha como diretora da Divisão de Programas e Projetos de Educação Ambiental, na Universidade Livre de Meio Ambiente e Cultura de Paz – UMAPAZ 4 – dentro da Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente, que funciona dentro do Parque do Ibirapuera, um dos poucos cartões-postais verdes da grande metrópole brasileira.

Sua paixão pela natureza vem da infância. Thais cresceu dividida entre a cidade e o campo. Seu pai adquiriu uma fazenda, a Santa Maria, em Taubaté, quando ela tinha 6 anos e lá é seu refúgio. “A fazenda fica no Vale do Paraíba, na cidade de Taubaté, é um lugar lindíssimo, um vale cercado de montanhas, que conversam comigo”, ela conta. Ali “criei gado, cavalo, porco, cabra e sempre tive vários cachorros, com quem faço longas caminhadas pela mata”. Fugir de São Paulo e entrar em contato com a natureza e com os bichos na Santa Maria é uma forma de recarregar as baterias. Mas nem pensar em mudar para o campo de vez: “preciso de Sampa e do meu trabalho na Secretaria do Verde e Meio Ambiente. Aliás, com esse nome e sobrenome – Thais Prado Horta – onde mais eu poderia trabalhar?”

Thais mora no centro da cidade e trabalha no Parque Ibirapuera, o que dá uma distância de uns 15 minutos sem trânsito. “Vou de condução própria, até porque o Duque vai trabalhar comigo, ele fica na minha sala.”

Como nem poderia deixar de ser, a professora não apenas consome, mas também planta orgânicos na fazenda, faz compostagem, recicla lixo desde 1992, mas não é vegetariana: “sou moderada, como muitos produtos naturais, mas preciso de proteínas animais, ainda...”

Embora considere que a falta de consciência socioambiental é o maior problema da cidade, Thais se preocupa também com a falta de gentileza e de respeito entre as pessoas. “Se o meio ambiente interno não é trabalhado, sequer respeitado, o que dizer do meio ambiente externo?”, pergunta, e conclui: “Quem não se respeita, respeitará uma árvore, um cachorro, um banco de praça, outro ser humano? Isso é muito sério!”

Brasileiras do Norte ao Sul

Helena Silvia Fialho Moreira, de Brasília, Distrito Federal

Rejane Maria Siqueira Cavalcanti, de Recife, Pernambuco

Márcia Cristina Borges da Silva, de Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Osvaldina Batista Valadares, de Belém, Pará

Thais Prado Horta, de São Paulo, São Paulo

CADASTRE-SE PARA RECEBER A NEWSLETTER DO DELAS CURTA A PÁGINA DO DELAS NO FACEBOOK E SIGA O @DELAS NO TWITTER

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.