Jessie pode ter atravessado o deserto na área central da Austrália para chegar ao sul do país para voltar para sua antiga casa

selo

Jessie pode ter atravessado o deserto na área central da Austrália para chegar ao sul do país
Reprodução/NTNEWS
Jessie pode ter atravessado o deserto na área central da Austrália para chegar ao sul do país
Uma gata caminhou mais de 3 mil quilômetros para voltar para sua antiga casa, depois que seus donos resolveram se mudar do sul para o norte do país.

Os donos de Jessie se mudaram de Ungarra, no sul, para Berry Springs, na zona rural de Darwin, norte da Austrália, em março de 2010.

Os donos tinham três gatos em Ungarra, mas resolveram levar apenas Jessie, imaginando que os outros gatos não iriam se adaptar à casa nova. Os dois gatos ficaram com os novos donos da casa de Ungarra.

Leia também:
- Qual o signo do seu pet?
- Será que você está exagerando nos cuidados de seu pet?

Foto
A dona de Jessie, Sheree Gale, 31 anos, conta que a gata desapareceu logo depois da mudança.
"Ela ficou aqui por algumas semanas e nós pensamos que ela tinha se acomodado", contou Gale ao jornal australiano Northern Territory News.

Pouco mais de um ano depois do desaparecimento, Jessie reapareceu na antiga casa dos Gale, em maio de 2011. Os novos moradores da casa, Troy e Jenn Humby, encontraram a gata, que eles não conheciam, vagando em volta da casa. "Achei estranho pois este gato estava junto com os outros dois gatos, e pensei que um gato selvagem não faria isso", disse Jenn Humby ao jornal australiano.

"Tirei uma foto e enviei para Sheree e ela disse que, definitivamente, era Jessie." Por enquanto, Jenn Humby está cuidando da gata. Sheree Gale acredita que Jessie fez todo o percurso, do norte ao sul da Austrália, caminhando. "Não consigo explicar (como a gata chegou até a antiga casa). Ela odeia entrar em carros, então acho que ela caminhou", afirmou.

Continue lendo:
- Pode mesmo ter bicho dentro de casa?
- Cachorros ganham até R$ 800 por trabalho como modelo

    Leia tudo sobre: casa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.