Evento, que deve reunir 15 mil pessoas, oferece teste de estresse gratuito e outros serviços pagos, como leituras de cartas

Teste de estresse gratuito foi o
Bruno Zanardo/Fotoarena
Teste de estresse gratuito foi o "hit" da manhã de abertura da 1ª Expo Alto Astral
Ao adentrar o salão, o visitante vê, de imediato, dois stands. O da direita exibe centenas de colares artesanais. O da esquerda, uma fartura de embalagens de cosméticos muito coloridos. Se dependesse dessa visão inaugural – pingentes brilhantes de um lado, cremes do outro –, seria impossível saber qual o tema do evento. Mas já havia uma pista, e ela vinha do aroma doce do recinto. Inconfundível, o incenso se anunciava desde a bilheteria e não deixava margem a dúvidas: estamos na 1ª Expo Alto Astral, que acontece no Anhembi, em São Paulo, desde o dia 9 e se encerra hoje. De acordo com a organização do evento, 15 mil pessoas devem passar pelo local.

Espalhados por um espaço de cerca de 2 mil metros quadrados, os expositores - em torno de 80 - abordam o esoterismo em suas mais variadas manifestações. Há o básico do setor, como astrologia, numerologia, ioga, cristais, florais e feng shui. E há práticas e produtos menos usuais, como “tarô sexual”, “yoga para os olhos” e a agradável cerveja Mestre das Poções (“cervejas mágicas feitas de acordo com as fases lunares”). “Quem não é esotérico também pode achar interessante. Como Jesus disse, veja as coisas com olhos de luz”, alerta Roger Zulli, organizador desta exposição que não assume vínculo com nenhuma religião.

Veja também:
- Faça o teste e descubra com que deusa grega você se parece
- Por que a ideia de prever o futuro é tão fascinante?
- Susan Miller: "todo astrólogo começa como cético"

Em seguida, ele emite um mantra particular, repetido possivelmente para muitas outras pessoas: “Precisa vir de cabeça aberta”. Não que tudo ali seja necessariamente enigmático, imaterial. Nada de preconceito com relação a atividades concretas. “Tem, por exemplo, limpeza de pele. É uma feira para qualidade de vida e autoajuda, com terapias para fazer a pessoa ficar saudável, animada, em paz. ” Tanto que os stands da abertura são, respectivamente, o Etherea, que traz amuletos e talismãs, e o Porttale, com aromatizantes, sais, óleos e perfumes.

Oferta e promoção
Boa parcela do discreto público da manhã de abertura concentrou-se, em fila, diante do stand “Dianética”. Mas não era bem a dianética – descrita pelos expositores como uma ciência que estuda a mente – o chamariz. Era um aviso onde se lia: “Teste de estresse grátis”. Em uma cidade cheia de problemas, como São Paulo, o instrumento eletrônico para medir tensão nervosa foi o “hit” do começo da 1ª Expo Alto Astral.

CURTA A PÁGINA DO DELAS NO FACEBOOK E SIGA NO TWITTER

Funciona assim. Segurando com as mãos dois pequenos bastões de metal ligados a uma espécie de parente do polígrafo (o popular “detector de mentiras”), o visitante é incitado a pensar “em alguma coisa”. Enquanto isso, a atendente vai conferindo o que o aparelho informa. Eventualmente, ela solicita que se pense numa segunda coisa. Uma das várias pessoas que se dispuseram a pensar foi a professora Cristiane Ribeiro, de Guarulhos. “Quando pensei nas coisas da minha casa, não aconteceu nada. Mas depois, quando pensei na casa dos meus pais, aumentou [o estresse]. E sou mesmo muito preocupada com eles.”

Preços promocionais para consultas formais, como leituras de cartas, mapa astral e previsões
Bruno Zanardo/Fotoarena
Preços promocionais para consultas formais, como leituras de cartas, mapa astral e previsões
Naquele stand, a interação expositor-visitante se encerra com a oferta de um livro sobre dianética. Trata-se de uma dinâmica frequente na Expo Alto Astral: o profissional apresenta sua área de atuação e, em seguida, tenta passar o conhecimento adiante, por meio da venda de seus produtos, serviços e cursos. Além disso, se as conversas e esclarecimentos são gratuitos, as consultas formais, como leituras de cartas, mapa astral, previsões etc., não são. O atrativo é o preço promocional.

Ao longo do dia, notava-se que o estresse parecia estar se dissipando na Expo Alto Astral. Ou ao menos monopolizando menos as atenções. O sucesso agora estava nas mãos do numerólogo cabalista, tarólogo e escritor Carlos Rosa, que cobra três reais para examinar a assinatura dos visitantes. E muita gente se aglomerou para conferir se a assinatura necessitava de uma intervenção plástica. “Vou ter que mudar o meu nome, para ficar menor. Ele [Carlos Rosa] me falou que todo mundo que é bem-sucedido tem só dois nomes. E é mesmo...”, comentou esperançosa uma dona de casa chamada - por enquanto - Telma Luiza Rossi de Andrade, de São Paulo.

Ioga para os olhos
Não é raro que os frequentadores da Expo Alto Astral sejam também ouvintes da rádio Mundial, emissora voltada ao esoterismo e à autoajuda e parceira de divulgação da exposição. É gente familiarizada com questões místicas e afins. No dia da visita da reportagem, alguns se queixaram de certa “falta de novidades” e do acanhamento do espaço.

Veja ainda:
- Fé em vida após a morte pode ajudar a superar tragédia
- Elas mudaram seu destino e ficaram milionárias

Leigos, contudo, encontram surpresas pelo caminho: o tarô sexual (ou erótico), por exemplo. “Não é tão novidade, mas eu nunca tinha divulgado numa feira”, esclarece o numerólogo Allan Pompilio, 32, praticante há três anos desta modalidade literalmente proibida para menores. Como existem cartas com imagens de partes do corpo à mostra, posições sexuais, o cliente tem alguma resistência. Teme que, na saída da tenda, alguém direcione comentários e olhares de condenação. No primeiro dia do evento, foram 19 destemidos. “Faço, antes, a consulta no tarô tradicional”, pondera Pompilio. “Depois, acabo oferecendo o erótico. É uma consulta de amor e sexo normal, mas com vocabulário mais sensual, porque fala de fantasias sexuais, de bloqueios.”

“Yoga para os olhos” é outra ação não exatamente habitual. Quem a divulga é o terapeuta visual e engenheiro químico Carlos Maurício Prado. Ao custo de 90 reais, o interessado adquire um par de óculos reticulados (no lugar da lente, há como que uma “teia” rígida) para fortalecer “o músculo preguiçoso” dos olhos e, ao mesmo tempo, “relaxar a vista”. É preciso usar os óculos por, pelo menos, 30 minutos por dia – uma hora é o suficiente. O próprio Prado diz ter se livrado da miopia, com o tratamento.

Palestras e rituais
Em seu último dia, a 1ª Expo Alto Astral vai das 10 às 18h. Dentre as atividades gratuitas incluídas no valor do ingresso (R$ 15), estão o ambulatório de reiki, os rituais holísticos, como o do amor e da prosperidade, e palestras. A mais concorrida seria, por certo, a da Mãe Dináh. Houve, porém, um imprevisto de última hora: de acordo com assessoria do evento, a vidente teve problemas de saúde e está internada.

Leia também:

- Rezar por outras pessoas ajuda a sentir menos raiva
- Como é escolher o Islã em um país sem vista para Meca
- Como é o dia a dia de uma família sem fé

Roger Zulli, o organizador, observa que tentou trazer à nota o viés “científico” desta exibição essencialmente mística. Como prova, enumera apresentações como “A odontologia da nova era”, do dentista Rogério Pavan, e “O poder da palavra em sua vida”, do consultor, advogado e jornalista J.B. Oliveira. Faz coro com ele Ricardo Alves, responsável pela primeira palestra da feira, “A cura pelas mãos”.

Durante sua exposição naquela manhã, ele perguntou se alguém na plateia sentia dores e em que intensidade. A jovem Carolina Gui queixou-se de cólicas menstruais terríveis, em nível “mil”. Alves, depois de insistir que sua técnica, a terapia prânica, não substitui a medicina tradicional, movimentou as mãos perto de Carolina, mas sem tocá-la. Poucos minutos depois, ela se diria impressionada e livre de qualquer incômodo. O terapeuta, por seu lado, voltou-se aos não mais que 20 presentes e advertiu: “Não tentem fazer isso em casa”.

Serviço:
Local: Pavilhão de Exposições do Anhembi – Palácio das Convenções – Hall Nobre 3
Endereço: Av. Olavo Fontoura,1.209, Anhembi Parque - Santana
Dias do evento: de sexta-feira (9) até domingo (11)
Horário: das 10h às 18h
Ingresso: R$ 15,00

Continue lendo:
- Será que você é preconceituoso e não sabe?
- Ser gentil faz diferença

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.