Fim de mais um casamento relâmpago levanta a dúvida: por que casamentos anunciados com tanta pompa e circunstância acabam tão rápido?

Henrique, da dupla sertaneja com Diego, acaba de entrar para a lista de solteiros no mundo dos famosos. Um dos responsáveis pelo sucesso "Suíte 14", o cantor se separou de Isabella Simões  três meses depois da cerimônia de casamento.

Henrique
Reprodução/Instagram
Henrique

Depois de notícias assim, uma questão fica no ar: onde foi parar aquele amor exposto com tantas demonstrações de carinho e afeto? Por que, ao que parece, o amor entre os famosos acaba tão depressa?

O caso deles não é muito diferente de tantos outros "casamentos-relâmpago".

Após ter comprado uma casa junto ao parceiro, o estilista norte-americano Marc Jacobs no início de 2009 em Nova York, nos Estados Unidos, e ter sido visto pelos quatro cantos do mundo mais unido a ele do que qualquer outro casal, o publicitário brasileiro Lorenzo Martone anunciou em sua página do Twitter o fim do relacionamento de menos de um ano, anunciado em uma exclusivíssima festa em St. Barth’s.

Ronaldo e Daniella Cicarelli, Alexandre Pato e Sthefany Brito, Roberto Justus e Adriane Galisteu. Estes são alguns dos casais que, depois de brotarem com tanto amor para dar, terminaram como num passe de mágica. De acordo com Cida Lessa, psicóloga e psicanalista especializada em sexualidade humana, existem várias hipóteses para que isso aconteça. Uma delas é a oficialização da união com pouco tempo de convivência: “Hoje estão quebrando ou diminuindo etapas, e quando não há conhecimento suficiente sobre o outro as decepções podem ser ainda maiores”.

Segundo ela, é preciso atingir um ponto de maturidade no relacionamento antes que o casal divida o mesmo teto. “Se uma pessoa sobe ao altar baseada somente no encantamento que sente pela outra, como no caso destes famosos que se casam com pouco tempo de namoro, aquilo que ela chama de amor pode acabar por qualquer motivo”, afirma. Afinal, até aquele momento a convivência girou principalmente em torno de passeios, viagens e restaurantes chiques, o que não possibilita conhecer o outro suficientemente bem – desde saber o que ele prefere no café da manhã até compartilhar objetivos de vida.

Amor ou aparência?

Segundo a especialista, querendo ou não, quanto mais sua vida pessoal é exposta aos outros, maior se torna a cobrança sobre o que deve ser feito ou não. “Atualmente existe uma dificuldade muito grande para as pessoas descobrirem o que sentem ou não, e se ela não tem tanta clareza, acaba tomando decisões baseada no que acontece externamente, de uma maneira insustentável e artificial”, revela. Ou seja, quanto mais fotografias do casal na revista, mais precipitada pode ser a decisão pelo casamento, com toda sua pompa e circunstância.

Para Marina Vasconcellos, terapeuta familiar e de casal, a aparência interfere nas escolhas das celebridades. “Muitas vezes é até por conveniência: há famosos que se unem e se separam para aparecer, ter um momento maior de glória e aumentar o cachê depois”, diz a especialista. Ela concorda que a exposição do casal pode levá-lo a agir de uma maneira pouco refletiva e simplesmente comprar a própria imagem de romance e amor eterno estampada nas revistas: “Se aparecem fotos por todos os lados, por exemplo, um casal pode acabar se enganando porque passa a acreditar que aquilo é o melhor para ambos”.

Passada a fase de fantasia e excessiva atenção voltada ao relacionamento de dois famosos, um casal que junta as escovas de dentes rapidamente pode muito bem perder o entusiasmo quando os holofotes começam a apontar outras direções. “Passada a notoriedade do relacionamento, um casal pode começar a perceber que nem conhece a pessoa com quem foi ao altar”.

Paixão dura pouco

Vasconcellos ressalta mais uma armadilha das relações superexpostas entre os famosos: por se envolverem rapidamente, muitos destes casais confundem paixão com amor e se casam com a imagem ou com o status do outro. “Sempre ouvimos que um determinado casal de atores se uniu durante a gravação de uma novela, por exemplo, mas pode acontecer de um ter se envolvido mais com o personagem do outro do que com a própria pessoa. Quando o relacionamento sai dos sets percebe-se que houve um engano”, explica a especialista.

Mas não se pode descartar o contrário. O maior cuidado que os famosos devem ter é não expor em excesso a vida pessoal. “A Gisele Bündchen, por exemplo, não fala da vida particular dela”, lembra a especialista. O casamento da top foi discretíssimo. Resta saber quanto vai durar.

Na saúde, na doença e nas manchetes
Relembre os "casamentos-relâmpago" dos famosos

Marc Jacobs e Lorenzo Martone

Lorenzo e Marc Jacobs
Reprodução
Lorenzo e Marc Jacobs


Quando:
2008/2010
Duração: menos de um ano (depois do casamento)
Ao longo dos quase 2 anos de relacionamento, ouvimos vários boatos de que o estilista e seu namorado, o publicitário brasileiro Lorenzo, se "casariam em breve". O casal oficializou a união durante uma estadia em St. Barth's no começo deste ano e dividia casa em Nova York. Os dois, sempre badalados, apareciam juntos em eventos, festas e viagens.

Ronaldo Nazário e Daniela Cicarelli

Daniella Cicarelli com Ronaldo
Reprodução
Daniella Cicarelli com Ronaldo


Quando:
2005

Duração: menos de 3 meses
A modelo e o jogador de futebol se casaram em um castelo nos arredores de Paris. Pouco tempo depois, o conto de fadas desandou: Daniela perdeu um bebê e o craque não veio ficar com ela. Foi a gota d'água que precipitou o fim do casamento - que, aliás, era simbólico, já que Ronaldo ainda não tinha finalizado seu divórcio de Milene Domingues, primeira esposa dele.

Sthefany Brito e Pato

Alexandre Pato e Sthefany Brito
AgNews
Alexandre Pato e Sthefany Brito


Quando: 2009/2010

Duração: 9 meses e meio
A jovem atriz deixou a carreira, a família e o país depois de uma festa de casamento ocorrida em julho do ano passado e avaliada em R$ 1 milhão. Mudou-se para a Itália, onde o craque jogava. O casamento entrou em crise rapidamente e os recém-casados não seguraram a onda: Sthefany voltou para o Brasil e encara um divórcio litigioso

Deborah Secco e Roger Flores

Deborah Secco na estreia do musical Gonzaga
Foto Rio News
Deborah Secco na estreia do musical Gonzaga


Quando:
2009
Duração: 10 meses
Parece que castelos dão mesmo azar: a atriz e o jogador também optaram por uma festa suntuosa, mas trocando Chantilly pela região de Petrópolis, no Rio de Janeiro. Dispostos a ter um pouco de privacidade, armaram um esquema de segurança para manter a imprensa longe da cerimônia, realizada no Castelo Barão de Itaipava. O casal tem tentado uma reconciliação.

Adriane Galisteu e Roberto Justus

Roberto Justus e Adriane Galisteu
AgNews
Roberto Justus e Adriane Galisteu


Quando:
1998
Duração: 8 meses
O publicitário e a apresentadora são um clássico dos casamentos badalados e efêmeros das celebridades. A cerimônia foi amplamente divulgada e Galisteu levou um buquê de arruda, "para espantar mau olhado". Anos depois, declarou a um programa de TV que o precipitado casamento, terminado sob alegações de "incompatibilidade de horários" dos noivos, "foi um vacilo".

Fábio Jr. e Patricia de Sabrit

Capa de revista anuncia o casamento de Fábio Jr. e Patricia de Sabrit: pedido em menos de um mês
Reprodução
Capa de revista anuncia o casamento de Fábio Jr. e Patricia de Sabrit: pedido em menos de um mês


Quando:
2001
Duração: 4 meses
Levou apenas um mês para que o veterano cantor e galã conhecesse e levasse ao altar a jovem socialite. Patricia casou-se no tradicional Jockey Club de São Paulo, envergando um modelo assinado por Fause Haten.

Thaís Fersoza e Joaquim Lopes

Thaís Fersoza e Joaquim Lopes
Reprodução
Thaís Fersoza e Joaquim Lopes


Quando:
2009
Duração: até a lua de mel
A atriz e seu colega de profissão namoraram por cinco anos e chegaram a morar juntos. Casaram-se em abril de 2009, de véu, grinalda e toda a tradição a que se tem direito, em São Paulo. Na volta da lua de mel, Joaquim anunciou que não iria para casa com a recém-desposada mulher. A também atriz Paola Oliveira, com quem ele havia trabalhado há poucos meses, foi o pivô da separação.

Eddie Murphy e Tracey Edmonds

Eddie Murphy e Tracey Edmonds
Divulgação
Eddie Murphy e Tracey Edmonds


Quando:
2008
Duração: 2 semanas
O comediante e a produtora capricharam na escolha da data - um 1º de janeiro - e no cenário - uma ilha particular na onírica Polinésia Francesa. Mas a união simbólica durou duas semanas: Tracey negou-se a assinar um contraro pré-nupcial e Eddie decidiu continuar "apenas bom amigo" da ex-mulher.

Nicolas Cage e Lisa Marie Presley

Quando: 2002
Duração: 3 meses
Não contente em ter se casado com Michael Jackson, a filha de Elvis Presley tentou novamente a vida a dois com o ator Nicolas Cage. Em uma emocionante cerimônia no Havaí, Lisa segurou as lágrimas enquanto os filhos de relacionamentos anteriores do casal traziam as alianças. Ele a pediu em casamento três dias antes.

Jennifer Lopez e Cris Judd

Jennifer Lopez e Cris Judd
Getty Images
Jennifer Lopez e Cris Judd


Quando:
2001/2002
Duração: 8 meses
A cantora e atriz conheceu o coreógrafo nas gravações do videoclipe de "Love Don't Cost a Thing". Logo depois do fim de seu namoro com o rapper Sean "P. Diddy" Combs ela engatou uma relação com Cris. Casaram-se em uma cerimônia discreta, mas arranjada em todos os detalhes pela própria J-Lo.

Renée Zellweger e Kenny Chesney

Renée Zellweger e Kenny Chesney
Reprodução
Renée Zellweger e Kenny Chesney


Quando:
2005
Duração: 4 meses
A atriz e o cantor se conheceram em um evento pelas vítimas do tsunami. Em apenas 5 meses, decidiram trocar alianças em uma cerimônia discreta, mas super-romântica, nas Ilhas Virgens. Renée usou um vestido da estilista Carolina Herrera. Quatro meses depois, ela pediu anulação do casamento alegando "fraude".

Giovanna Antonelli e Robert Locascio

Giovanna Antonelli e Robert Locascio
Brainpix
Giovanna Antonelli e Robert Locascio


Quando:
2007
Duração: 4 meses
Uma charmosa villa na Toscana, região da Itália, serviu de cenário para a comemoração da união entre a atriz e o empresário norte-americano. Mas a distância atrapalhou: com o romance dependendo dos voos entre Brasil e Nova York, o casal se separou quatro meses depois.

Chiquinho Scarpa e Carola

Chiquinho Scarpa: o playboy cedeu aos duvidosos encantos de Carola em cerimônia transmitida por telões
Brainpix
Chiquinho Scarpa: o playboy cedeu aos duvidosos encantos de Carola em cerimônia transmitida por telões


Quando:
1998/1999
Duração: 9 meses
O playboy era um solteiro convicto até tomar a peculiar decisão de subir ao altar com Carola - que passou a se apresentar como "condessa" depois do casamento, realizado na elegante igreja de Nossa Senhora do Brasil, em São Paulo, e com ampla cobertura da imprensa. Com o fim dele, passou a espalhar que o ex-marido era homossexual e que ela o havia flagrado na cama com outro homem.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.