Repórter especial do iG dá uma volta pelas ruas de Paris e adianta as tendências da estação em moda, beleza e comportamento

Paris é a capital da moda prêt-à-porter, da alta costura, dos cosméticos, das grandes marcas de maquiagens e é o lugar onde surgem tendências incríveis de estilo que o mundo inteiro gosta e copia. Por isso, demos uma volta pelas ruas da cidade e suas lojas mais bacanas para contar às brasileiras o que as francesas estão adotando como novidade nessa virada de estação. As novas tendências no mundo fashion podem surgir de várias formas. Muitas vezes, elas nascem nos desfiles de moda, mas, existem outras possibilidades, como o street style e a “não tendência”, que, acreditem ou não, está em alta.

Na moda

Mariniére, na Chanel
Reprodução
Mariniére, na Chanel
Mariniére
A mariniére é basicamente uma camiseta listrada, azul e branca, que faz parte do uniforme da marinha francesa desde o ano 1858. Pouco a pouco, a mesma estampa foi aparecendo em roupas de banho, vestidos de praia, mas foi em 1910 que Gabrielle Chanel, inspirada pelos marinheiros de Deauville, resolveu criar modelitos femininos à la mariniére.

Desde então, o modelo virou um clássico e já inspirou estilistas como Yves Saint Laurent, Jean Paul Gaultier, Sonia Rykiel, Karl Lagerfeld, entre muitos outros.

A camiseta sempre foi ligada ao verão e ao calor, mas, ultimamente, a mariniére também está sendo usada no inverno europeu com algumas alterações. As mangas estão mais longas, e o modelo ganhou ombreiras e decorações nos ombros.



Ombreiras
O hit dos anos 80 está de volta com força total. Há algum tempo, sinais nos desfiles de moda alertaram para esse retorno. Em 2007, o inverno da Maison Martin Margiela apresentou quase todos os looks de passarela com ombreiras pontudas e exageradas. Em 2008, a marca Balenciaga trouxe modelos com ombros avantajados. Mas foi em 2009, que as ombreiras estouraram nas passarelas de verão da Balmain. Depois disso, as jaquetinhas à la Michael Jackson caíram no gosto das famosas, como Eva Longoria, Gwyneth Paltrow e Victoria Beckham, e estão dominando o mundo.

Botas-fetiche
Facilmente associadas com a prostituta vivida por Julia Roberts em “Uma Linda Mulher”, as botas-fetiche – aquelas acima do joelho - perderam o status de vulgar e são o must-have do inverno europeu. O modelo é vendido em Paris em quase todas as lojas de sapatos. Desde as mais populares, como Zara e H&M, até as boutiques de luxo como Chanel e Christian Louboutin . Mas, atenção: o modelo não fica bem em todas as mulheres! Quem é baixinha e tem coxas grossas não pode nem passar por perto das botas-fetiche. 

Nas lojas do bem

Aquela história de moda cara e cheia de luxos morreu! A crise mundial abriu os olhos dos fashionistas, que estão gastando menos e ajudando mais. Por isso, virou tendência fazer compras em lojas que apóiam alguma institução de caridade, adquirir produtos de marca (mas do bem) e comprar roupas assinadas por grandes estilistas, em lojas de fast-fashion.

Loja Merci
Alline Cury
Loja Merci
Merci
A Merci existe há menos de um ano e já é a loja queridinha dos franceses. A concept store fica no bairro Marais em uma casa enorme e vende de tudo um pouco. Tem moda masculina, feminina e infantil, brechó, decoração, utensílios para casa, livros, flores, jóias, perfumes, artigos de papelaria e outras coisinhas mais.

O conceito de “comprinhas do bem” serve perfeitamente para a Merci, pois parte dos lucros da loja são doados a instituições de caridade em Madagascar.

Merci, 111 Boulevard Beaumarchais – 75004 Paris

Parcerias com Ongs
Há cinco anos, a Gucci  realiza campanhas em prol da UNICEF. A cada ano, a marca italiana desenvolve uma linha de bolsas e acessórios e destina parte dos seus lucros à Escola da UNICEF na África, que ajuda crianças com Aids.

Em 2009, a Gucci convidou o escritor e ilustrador Michael Roberts para criar uma coleção. O artista desenhou as estampas inspirado em uma de suas obras, “Snowman in África”, e criou uma linha de bolsas, chaveiros e acessórios.

Outra marca internacional que se rendeu à moda do bem foi a Jimmy Choo . Em colaboração com a fundação AIDS de Elton John, a marca criou uma linha de bolsas, sapatos e acessórios para o projeto Pep, que apóia o Centro Simelela na África do Sul.

Democracia é tudo!
A moda também pretende ficar mais democrática e acessível. Esbanjar agora é cafona. Por isso, as lojas de fast fashion mais populares, como H&M , GAP e Top Shop , têm feito parcerias com grandes estilistas.

A sueca H&M já teve coleções de sucesso assinadas por grandes nomes da moda, como Stella McCartney, Karl Lagerfeld, Viktor & Rolf, Roberto Cavalli, Comme des Garçons, Matthew Williamson, Jimmy Choo e Sonia Rykiel.

Em Paris, a última coleção da Jimmy Choo foi um estouro. As filas para comprar a nova linha começaram um dia antes do lançamento e quase tudo acabou na estreia.

Já a inglesa Top Shop tem uma parceria, que é quase uma história de amor, com a modelo Kate Moss. O contrato começou em 2005 e até hoje é sucesso na Inglaterra e em outros 22 países onde a coleção assinada pela top é vendida. Em Paris, a linha pode ser encontrada na Colette .

Na beleza

Não é só de grandes lojas de departamento que vive uma parisiense. Com tantas opções de mimos, cuidados de beleza e programas de fidelidade, as francesas dão preferência aos tratamentos mais pessoais.

Loja Bobbi Brown
Alline Cury
Loja Bobbi Brown
A loja de cosméticos, perfumes e maquiagens Sephora é a queridinha dos turistas para fazer comprinhas de beleza. E, justamente por isso, quem mora em Paris acaba pensando duas vezes antes de disputar as atenções das vendedoras com quem está de passagem pela cidade.

As parisienses preferem, por exemplo, a Marionnaud . Ela é tão grande quanto a outra, só que mais tranquila e tem um ótimo cartão de fidelidade. A cada compra realizada ganha-se pontos, que depois podem ser trocados por vale compras.

Outra opção mais tranquila e gostosa para comprar produtos de beleza e maquiagens em Paris é ir diretamente aos institutos de beleza, como o L'Institut Lancôme , a loja da Bobbi Brown ou a boutique Shu Uemura .

L'Institut Lancôme
29, rue du Faubourg Saint-Honoré – 75008

Bobbi Brown
1 Bis, Rue des Francs-Bourgeois – 75004

Shu Uemura
176, Bld. Saint-Germain, 75006

Cores da estação
Depois de um verão cheio de unhas rosas, azuis, laranjas e verdes (que também está em alta agora no Brasil), o inverno europeu chega trazendo cores mais sóbrias e menos vibrantes. Vermelho queimado, preto, marrom, nude, verde-escuro, cinza, cores mate e dourado são as apostas para esta estação. Portanto, preparem-se!

Para a maquiagem, a história é quase a mesma dos esmaltes. Durante o verão, as makes coloridas e com detalhes em fluo ficaram em alta, mas, no inverno, as tendências mudam um pouco. Para um visual sofisticado, a aposta são as sombras douradas e o batom vermelho fatal.

Mas, pelas ruas, há ainda quem continua usando as cortes fortes que dominaram o verão por aqui e vão fazer o mesmo aí no Brasil. Mas a dica é abusar do rímel colorido e esfumaçar bem a sombra colorida para a make não ficar muito carregada.

    Leia tudo sobre: maquiagem
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.