Frases de mães são passadas de geração em geração. Especialistas apontam quais devem ser levadas a sério

Muitas mães dizem que não pode misturar manga com leite. Verdade ou mito?
Getty Images
Muitas mães dizem que não pode misturar manga com leite. Verdade ou mito?
É comum mulheres repetirem para seus filhos frases que lhe foram ditas por suas mães. Elas ficam tão enraizadas que chega ao ponto em que a mãe nem se dá ao trabalho de pensar se o que diz faz sentido. O iG levantou dez frases comuns na boca de mães e falou com especialistas para ver se por trás de cada uma delas há mesmo um fundo de verdade.

“Leva uma blusa que vai esfriar” ou “Leva o guarda-chuva que vai chover”
De acordo com Josélia Pegorim, metereologista da Climatempo, nem o mais sábio coração de mãe tem como fazer a previsão do tempo no dia. “Não tem explicação técnica nenhuma, a não ser que a mãe seja metereologista. O quanto você pode garantir que uma mãe ou um pai tenham uma intuição metereológica?”, questiona. Para ela, o hábito é puro zelo. “O grau de acerto há 30 anos era muito inferior. O erro era muito maior, então o zelo valia para todos os efeitos”, afirma. O único truque que dá resultado é espiar a neblina de manhã cedo: geralmente, a tendência é de sol.

“Não fez mais que sua obrigação”
Para a psicóloga Miriam Barros, os pais que dizem isso podem estar bem intencionados, mas acabam causando mais danos do que benefícios aos filhos. “Os pais não fazem isso por maldade ou má intenção, mas vão minando a autoestima da criança que espera reconhecimento”, acredita. “A criança precisa de reforço, reconhecimento, elogio.” Para os pais que têm medo de que o filho se ache o máximo e pare de se esforçar não devem se preocupar, basta só achar o tom certo para validar o esforço e mostrar que a criança ou adolescente pode crescer ainda mais. “Reconhecer um esforço não é mimar, não é igual a aceitar tudo.” De acordo com Miriam, ter amor próprio e gostar de si mesmo é um comportamento aprendido, e cabe aos pais ensiná-lo.

Veja mais notícias sobre maternidade:
Mãe adotiva também pode dar o peito
Personal gestante ajuda mães em treinamento
Mães criam perfis infantis em redes sociais

“Você é igual ao seu pai”
Às vezes, essa frase escapa quando o filho apronta uma, e repete um comportamento aprendido com o pai. “Falar mal do pai ou da mãe para a criança destrói a imagem do pai e interfere na autoestima. A criança pensa: ‘Se meu pai é um porcaria, eu também sou’”, afirma Miriam. “Mesmo em caso de separação, é ruim falar isso. O ex-cônjuge acha que estará prejudicando o outro, mas quem sofre é a criança, que tende a ‘puxar’ tudo para ela.” Às vezes, essa frase tem a ver com cobranças e expectativas de perfeição. “Muitos pais têm uma ânsia de ver o filho se dar bem. Isto vira uma exigência exagerada.” É claro que se a comparação é um elogio, a coisa muda de figura, e é um comportamento benvindo.

“Não pode misturar manga com leite”
São raríssimos os alimentos que não podem ser misturados, de acordo com Beatriz Tenuta Martins, presidente do Conselho Regional de Nutrição. “De modo geral, você pode misturar qualquer coisa.” O leite é uma fonte importante de cálcio, principalmente para crianças, além de ter proteínas de boa qualidade. Já a manga fornece uma série de vitaminas e o betacaroteno, um precursor da vitamina A, presente em todas as estruturas de proteção de pele, de cabelo e dos olhos. “Do ponto de vista da nutrição é uma combinação excelente e fácil de digerir”, afirma Beatriz. Possivelmente, o mito surgiu de uma história contada aos escravos, para que eles não quisessem consumir leite. “A maioria das proibições alimentares é em função de tabus desse tipo”, diz a nutricionista.

“Não pode nadar ou entrar na piscina depois de comer porque dá congestão”
Depois de uma refeição mais completa, o sangue é direcionado para a região digestiva. “Existe um fundo de verdade: a concentração sanguínea na região do estômago aumenta depois das refeições. É bom não mergulhar por cerca de uma hora depois de uma refeição completa”, afirma Beatriz. “Mas entrar numa piscina rasa não faz mal nenhum”. A recomendação é de evitar qualquer esforço físico mais intenso, mas atividades leves estão permitidas.

Você acha que não pode abrir a geladeira descalço?
Getty Images
Você acha que não pode abrir a geladeira descalço?
“Não tira a casca da maçã que a vitamina está na casca”
Comer a casca é o recomendado, mas não apenas por causa das vitaminas. “A fruta inteira tem vitaminas, mas as fibras estão concentradas na casca, e as vitaminas também, em menor proporção”, afirma Beatriz. Para mães preocupadas com resíduos de agrotóxicos, que possam resistir à lavagem, ainda vale a pena consumir a casca. “O benefício é maior do que o risco, se não for possível comer orgânicos. Não é todo mundo que tem acesso a alimentos orgânicos, seja por preço ou disponibilidade. Aí é lavar bem, higienizar e comer com casca”, diz a nutricionista.

“Come só mais um pouquinho”
“Essa frase tem que cair por terra”, crava Beatriz. “A obesidade é um problema global, e está chegando fortemente no Brasil.” Ela explica que só um pediatra ou nutricionista pode avaliar com precisão se a criança está abaixo da curva normal do crescimento. De acordo com a nutricionista, é mais importante que o prato seja variado em cores, texturas e nutrientes que ter um grande volume de comida. “Forçar não é o caminho. Transformar a alimentação da criança num horário de crise e stress é ruim. Ser obrigado a comer é terrível”, afirma a nutricionista. O melhor caminho é os pais darem o exemplo, comendo de forma saudável, e transformando a hora das refeições num momento agradável.

“Não pode abrir a geladeira descalço ou com o cabelo molhado”
Leda Amar de Aquino, membro da diretoria da Sociedade Brasileira de Pediatria, diz que a frase não tem fundamento nenhum. “A mãe fala isso por medo da criança receber um choque da geladeira, mas isso não acontece mais. Não faz sentido não poder abrir a geladeira descalço ou com cabelo molhado”, afirma. Também não piora as chances de pegar um resfriado. Puro mito.

“Não pode pegar friagem nem lavar o cabelo quando está menstruada”
Repetida por avós e bisavós, a regra de evitar friagem, lavar roupa e louça ou molhar o cabelo durante os dias da menstruação também não faz sentido. “A rotina pode continuar toda igual. Menstruação é algo absolutamente natural”, afirma Leda. A médica inclusive reforça a importância de falar com a adolescente sobre higiene para melhorar o conforto e bem-estar durante a menstruação. “Se for possível, tomar alguns banhos por dia e fazer o asseio com chuveirinho é ótimo, além de ter o cuidado de trocar o absorvente algumas vezes ao dia”. Toda a rotina, incluindo esportes e atividades de rotina, pode ser mantida durante a menstruação sem problema algum.

“Não assista televisão de perto, senão você vai ficar vesgo (ou cego)”
A criança não deve mesmo assistir televisão muito de perto, mas não porque vai ficar vesga ou cega, afirma Leda. “A televisão emite radiação. Não é saudável ficar a uma distância menor do que dois metros, aproximadamente”, afirma. “Em termos de saúde, a televisão deve ser dosada”, diz a pediatra. “Uma hora, uma hora e meia está de bom tamanho. A criança precisa brincar, estudar, praticar um esporte.” Mais do que isso não deve acontecer, segundo a médica. Outro hábito que está definitivamente proibido é comer vendo televisão porque faz a criança perder a noção de quanto está comendo e pode levar a um sobrepeso.

Tire suas dúvidas sobre maternidade
12 questões respondidas sobre recém-nascidos
Mães de recém-nascidos dormem muito mas não dormem bem
Mães mentem sobre a criação dos filhos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.