Dona Marlene desbancou 25 concorrentes e vestiu a faixa de mais bela idosa de SP

A caixa postal do celular estava cheia, impossível deixar recado. E a voz gravada na secretária eletrônica já era típica de estrela. Música instrumental, entonação suave, palavras pausadas. Marlene parece que já sabia que iria ganhar um título de miss. Foi como se tivesse se preparado a vida toda para isso. “Mas só desabrochei na terceira idade”, contou ao Delas em entrevista feita pelo celular.

Marlene Mazzeo, 72 anos, diz que
Divulgação
Marlene Mazzeo, 72 anos, diz que "desabrochou na terceira idade"
Aos 72 anos, Marlene Fernandes Mazzeo desbancou 25 finalistas e, nesta quinta-feira, dia 6, vestiu a faixa de idosa mais bela de todo Estado de São Paulo. Não entrou na competição – promovida pelo Centro de Referência do Idoso (CRI) - para perder, confessa, mas o primeiro lugar parecia um sonho distante.

Sempre foi bela, dizem os filhos e os netos (até venceu o concurso da Vila Prudente, bairro da zona leste paulistana há uma década) mas o passar dos anos “trouxe um gingado” especial. A vaidade virou uma necessidade e a experiência garantiu a “paz com o espelho” que as mocinhas não costumam ter. E foi “cheia de confiança” que ela deixou o avental de dona de casa encostado ao lado do fogão para poder desfilar na passarela o seu vestido preferido. Laquê nos cabelos e batom nos lábios, desenhados cuidadosamente pela filha mais nova, foram o segredo para convencer os cinco jurados de que era a melhor.

Para ganhar a faixa, Marlene desbancou 25 finalistas
Divulgação
Para ganhar a faixa, Marlene desbancou 25 finalistas
Na plateia, as duas filhas e o neto não pararam de aplaudir. Emocionada (“segurei o choro porque eles trabalham tanto e pararam tudo só para me ver”) ela acenou (como boa miss) e jogou beijinhos para todos. Dedicou o título à família e ao “seminovas”, grupo de oito senhorinhas (que viraram irmãs de tão amigas) que ela adora. Marlene entrou para turma para exercitar a memória – andava se atrapalhando um pouco. Mas ela garante que a vitória de mais bonita de São Paulo, ah, isso ela não esquecerá nunca.

Namorado? Marlene ainda não tem. “Não tenho nem pretendentes. Mas tenho pretensões”, dispara.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.