Desdém com a segurança e com necessidades dos porteiros são as principais falhas dos condôminos

Atrapalhar o trabalho do porteiro, além de deselegante, ameaça a segurança
Getty Images
Atrapalhar o trabalho do porteiro, além de deselegante, ameaça a segurança
ENTENDA: CLIENTES MALCOMPORTADOS

Com o horizonte das grandes cidades cada vez mais recortado por prédios, a figura do porteiro faz parte da rotina de um número crescente de lares. Pedro Santos Lima, supervisor de portaria da Street Express, dá as dicas de como valorizar o trabalho de uma figura-chave num condomínio seguro e funcional.

“Entendemos que o morador muitas vezes está cansado e estressado, mas ele tem que entender que o porteiro tem suas necessidades, seu horário de almoço, além de cumprir tarefas internas do condomínio, que vão além de ficar na portaria”, afirma.


Leia também:

Mantenha a etiqueta no condomínio
Guia da boa convivência em condomínio

“Muitas vezes, o condômino buzina na portaria como se o porteiro estivesse dormindo ou distraído, e ele pode simplesmente estar em outra atribuição.”

Para evitar que uma encomenda seja devolvida ou até mesmo que o porteiro proíba que uma visita ou prestador de serviços suba ao apartamento, é preciso avisar. “O porteiro e o condômino têm que ter uma comunicação muito boa. Ele precisa de informação para desenvolver bem o trabalho dele”, diz Pedro.

CURTA A PÁGINA DO DELAS NO FACEBOOK E SIGA NO TWITTER

Glen Gilad, diretor executivo da Haganá, enumera os principais maus hábitos que trazem transtornos e constrangimentos com o porteiro, e que o condômino deve evitar. “Pedem ao segurança para carregar sacolas ou malas de viagem, enviam lista de convidados contendo apelidos dos amigos em vez do nome completo, não compreendem que o segurança/porteiro também tem horário de refeição e necessidades fisiológicas”, lembra Glen.

“Alguns não aceitam seguir as orientações do segurança, como baixar o vidro do veículo, por exemplo, ou não avisam quando um empregado doméstico foi demitido.” Não há treinamento que chegue para garantir a boa convivência se ambas as partes não seguirem regras de boa conduta e segurança.

PRESTADORES DE SERVIÇO REVELAM MAIS COMPORTAMENTOS DESAGRADÁVEIS:
Garçons
Entregadores
Manicures
Taxistas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.