Relembre algumas das vezes em que as coreografias esquentaram a tela e roubaram a cena ao longo dos anos

"Striptease" já foi até nome de filme, estrelado por Demi Moore no auge de sua época mais sarada. Não foram poucas as vezes em que o cinema buscou na dança inspiração para suas cenas mais quentes. Com mais ou menos roupa, algumas coreografias marcaram época. Bem mais do que as do filme de Demi, aliás.

1. Salma Hayek em “Um Drink no Inferno” (1996)

A apresentação da apropriadamente chamada Satanico Pandemonium não tem exatamente a coreografia mais elaborada do mundo. Mas com ondulações de quadril, bateção de cabelo, um corpão, um biquininho e uma cobra, ela cala o infernal bar, tem o dedão chupado por Quentin Tarantino e faz história no cinema. Além de alavancar a cotação de Salma.

2. Rita Hayworth em “Gilda” (1946)

Exatamente 50 anos antes do biquininho de Salma, Rita Hayworth só precisou tirar uma luva para fazer aquele que talvez seja ainda hoje o striptease mais célebre da história de Hollywood. Filha de dançarinos ciganos espanhóis, Rita Hayworth atingiu o ápice de sua carreira com o filme de Charles Vidor.

3. Kim Basinger em "9 1/2 semanas de amor" (1986)

O filme não impressionou a crítica nem levou os norte-americanos em bando ao cinema. Mas nas locadoras de vídeo, especialmente internacionalmente, o drama erótico criou uma base de fãs suficiente para fazer com que a canção "You Can Leave Your Hat On", ao som da qual Kim Basinger tira a roupa, se tornasse o tema oficial do striptease.

4. Al Pacino em “Perfume de Mulher” (1992)

Ele está cego e amarrando as últimas pontas da vida, ela é uma estranha, não há romance entre eles. Mas, com uma bela ajuda do tango “Por una Cabeza”, a dança abre uma brecha para ver o charme e a sensualidade adormecidos nesta refilmagem do italiano "Profumo di Donna. De quebra, rendeu um Oscar a Pacino

5. Angelina Jolie e Brad Pitt em “Sr. e Sra. Smith”(2005)

A tensão sexual do tango marca mais uma cena quando o casal de assassinos interpretados por Jolie e Pitt tenta se desarmar literal e figurativamente enquanto dança em um restaurante.

6. Jennifer Beals em “Flashdance”

Ela trabalha como soldadora e tenta a carreira de bailarina. Enquanto não deslancha, mostra seu talento em um bar local e deixa os clientes de boca aberta com uma coreografia cheia de energia em que começa de terno e termina coberta de água e usando só um maiô vermelho.

7. Uma Thurman e John Travolta em “Pulp Fiction”

Mia Wallace tirou os sapatos e exigiu que o capanga fosse seu parceiro. Vincent Vega nem precisou tocar na mulher do chefe durante a dança dos dois em um concurso de twist para saber que estaria com problemas em breve

8. Antonio Banderas em “Vem Dançar” (2006)

Quando resolve impressionar jovens marginalizados com o poder da dança, é a força do tango que o personagem de Banderas escolhe. Dá certo.

9. Antonio Banderas e Catherine Zeta-Jones em “A Máscara do Zorro” (1998)

Unindo a “filha” do inimigo e o bandido mascarado, o apaixonado paso doble de Elena e Alejandro provocou escândalo no vilarejo e deixou clara as intenções escondidas entre os dois.

10. Jennifer Lopez e Richard Gere em “Dança Comigo” (2004)
Nesta refilmagem de um sucesso japonês, Paulina é uma professora de dança que faz John Clark reaprender o que é a paixão, especialmente depois de um intenso tango no escuro

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.