Mãe de uma menina de dois anos, a carioca Letícia é a cara do Rio

Letícia de Morais adora a praia e tudo que vem com ela: do sol ao mate de galão
Léo Ramos
Letícia de Morais adora a praia e tudo que vem com ela: do sol ao mate de galão
Uma verdadeira garota carioca nunca perde a sua majestade. Mesmo com uma filha de dois anos, a assessora de eventos e estudante de marketing Letícia Ransznann de Morais, de 25 anos, faz questão de manter antigos hábitos, como ser frequentadora assídua da praia do Leblon, na Zona Sul do Rio. “Quando eu era mais nova, eu ficava em Ipanema. Mas agora está ficando muito cheio”, disse ela, acrescentando: “Amo horário de verão! Não há nada melhor do que sair do trabalho e dar um mergulho na praia para recarregar as energias”.

Conheça as outras musas:
- Mãe, profissional e rata de praia
- Jeu Ribeiro ama sua barriga
- A engraçadinha do Guarujá

A carioca ainda pega onda e joga altinho. “Quando eu morei nos Estados Unidos, dei aulas de snowboard para as crianças. Isso me facilitou muito, na hora, de aprender a surfar”, revelou. Esse período fora do Brasil marcou também a abstinência de itens básicos de sua dieta alimentar: mate de galão e biscoito de polvilho, comidinhas comuns das praias cariocas. “Todo mundo pode dizer que o mate de galão não é tão higiênico, mas eu amo e não vou deixar de beber nunca”, diverte-se.

Em sua bíblia praiana estão presentes itens essenciais como filtro solar fator 30 para o rosto, 15 para o corpo e roupas confortáveis. Já na lista negra, salto alto e maquiagem. “É ridículo quando uma menina chega toda emperiquitada. Na boa, salto alto na areia, não dá!”, afirmou, acrescentando o que considera o cúmulo do mau gosto na praia: “Rádio nas alturas e frango com farofa é péssimo”.

Para manter a boa forma dos seus 48 kg, distribuídos em 1,63m, Letícia vai à academia três vezes por semana. “Faço musculação e exercícios aeróbicos. Mas faço tudo bem levinho porque não quero ganhar massa, só definir os músculos”, revelou ela, que além de ter um corpo sarado, esbanja simpatia. “Não adianta nada a pessoa ser bonita e ficar de cara fechada. A beleza deve ser algo natural”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.