Após perceberem que grande parte dos ensaios sensuais femininos eram feitos apenas para agradar homens, Michelle e Mariana Moll decidiram inverter as coisas e enaltecer tanto a figura como a vontade das mulheres

Vestir uma lingerie de renda, ir para a frente do espelho e se sentir linda. Quem nunca? Bom, na verdade, muitas mulheres.  Em uma sociedade onde o corpo magro, branco e sem imperfeições é colocado como padrão de beleza, não é fácil se sentir bonita, e foi com o objetivo de elevar a autoestima das mulheres e ajudá-las a se empoderar que as irmãs e sócias Michelle e Mariana Moll criaram o projeto de ensaio sensual “Naked Fotografia” há quatro anos.

Leia também: "Faz bem para o ego", diz mulher que fez ensaio fotográfico sensual aos 62 anos

As irmãs Michelle e Mariana Moll criaram o projeto de ensaio sensual
Naked Fotografia
As irmãs Michelle e Mariana Moll criaram o projeto de ensaio sensual "Naked Fotografia" para empoderar mulheres

Fotógrafa há 15 anos, Michelle já havia trabalhado com a irmã designer em outro projeto de ensaio sensual para mulheres. No entanto, aos poucos, elas passaram a refletir sobre o trabalho que realizaram e entenderam que era possível fazer algo ainda mais interessante para as clientes. “Percebemos que fotos sensuais são feitas para agradar os homens e, na verdade, queríamos um projeto que agradasse a elas”, diz Michelle em entrevista ao Delas .

Foi então que elas começaram a trabalhar na ideia de produzir fotos sensuais que pudessem contribuir para a autoestima dessas mulheres, tornando-as mais confiantes e satisfeitas com o próprio corpo. “Começamos a criar um conceito sobre autoestima e sensualidade que servisse para todas as mulheres”, explica a fotógrafa.

Autoestima, autoconhecimento e empoderamento

Quando iniciaram o desenvolvimento do projeto, o principal objetivo era criar um ambiente confortável para que essas mulheres reais pudessem se sentir totalmente à vontade com o próprio corpo e com as imperfeições presentes nele.  “A gente percebe que a ditadura da beleza é algo que atinge as mulheres de forma profunda. É uma bola de neve muito grande que precisamos quebrar”, diz Mariana.

A gente percebe que a ditadura da beleza é algo que atinge as mulheres de forma profunda. É uma bola de neve muito grande que precisamos quebrar"

Michelle conta que atende todos os tipos de mulheres: gordas, magras, negras, asiáticas, jovens ou mais velhas, com diferentes objetivos com as fotos. “Tem gente que nos procura porque quer se sentir bonita, porque quer presentear alguém, porque emagreceu muitos quilos e quer celebrar ou porque acabou de se separar e precisa de um cuidado, um carinho”, fala.

De acordo com a fotógrafa, as mulheres que mais procuram o “Naked” são aquelas que estão na faixa etária de 35 a 45 anos. No geral, o maior grupo entre as clientes são mulheres mais maduras e, consequentemente, mais independentes e seguras.

O principal objetivo das fotos sensuais trabalhar a autoestima, autoconhecimento, aceitação e empoderamento
Naked Fotografia
O principal objetivo das fotos sensuais trabalhar a autoestima, autoconhecimento, aceitação e empoderamento

Mesmo com diferentes expectativas com as fotos, a questão da autoimagem é tema central nas produções. Segundo Michelle, o ensaio sensual é uma experiência que vai além das fotos, e é um momento em ela e a equipe procuram trabalhar a autoestima dessas mulheres, as ajudando a perceber que não existe corpo perfeito e que cada uma é bonita a sua maneira.

Mariana diz que a ideia dela e da irmã é que as mulheres vão até o estúdio para o ensaio e se conheçam e entendam o corpo de uma forma mais positiva. “Entender que o corpo humano tem texturas, linhas... Acabamos entendendo isso de forma não natural, mas quando você aceita seu corpo e a história que ele conta, você se entende melhor”, diz.

E não é fácil fazer esse trabalho. Para atingir essas mulheres da forma que pretendem, as profissionais precisaram refletir sobre elas mesmas enquanto mulheres e entender de onde vêm as inseguranças e a autocrítica constante. Mariana ainda comenta sobre a importância de se colocar no lugar daquela outra mulher sem preconceitos e ouvir quais histórias ela guarda para que esse trabalho seja completo.

Hoje, depois de muitos cliques e ensaios produzidos, as irmãs acreditam que conseguiram concretizar a proposta inicial e que também foram atingidas de forma positiva pelos trabalhos realizados. “Aprendemos que precisamos nos amar mais e nos aceitar, que não precisamos ser igual a todo mundo. Isso seria um erro”, comenta Michelle.

Leia também: Fazer um ensaio fotográfico após a separação aumenta a autoestima?

O ensaio

O ensaio sensual produzido por Michelle e Mariana, que também é conhecido como ensaio boudoir , pensa em produções com lingerie de acordo com o estilo da mulher para valorizar o corpo dela da forma mais natural possível. Para que o trabalho seja concluído com sucesso e cuidado, é necessária muita pesquisa e conversa antes de partir para as fotos.

Eu quero que ela se olhe e se enxergue bonita"

Michelle explica que existem algumas etapas no processo de produção das imagens. Após o contato a agendamento do ensaio, a profissional envia para a cliente um questionário para que ela possa conhecer e entender melhor quem é essa mulher, quais são as inseguranças dela, os pontos fortes e o que ela busca com as fotos. “Eu quero que ela se olhe e se enxergue bonita”, diz.

Para as irmãs, trabalhar com esses temas fez com que elas se enxergassem de forma diferente
Naked Fotografia
Para as irmãs, trabalhar com esses temas fez com que elas se enxergassem de forma diferente

As respostas do questionário funcionam como uma assessoria para ela pensar em um caminho para atingir o objetivo de cada cliente. Depois dessas perguntas iniciais e da pesquisa de referências, vem o dia do ensaio sensual em si. Enquanto a modelo se prepara para as fotos, Michelle costuma conversar com a mulher para que elas possam criar uma conexão.

“Fazer fotos não é um trabalho fácil para ninguém e fazer fotos sensuais de lingerie é ainda mais difícil. A mulher tem uma série de inseguranças e precisa confiar em mim para o trabalho sair”, explica.

A fotógrafa conta ainda que nesse momento de troca tanto as profissionais quanto as clientes se reconhecem nas histórias umas das outras. Algumas se emocionam, riem e até desabafam sobre as inseguranças.

Outro fator que contribui para que o trabalho aconteça da melhor forma é o fato de a equipe toda ser formada apenas por mulheres. Michelle explica que isso faz com que as clientes se sintam mais a vontade ao serem fotografadas. Depois dos cliques, as fotos partem para a pós-produção, onde serão trabalhadas e selecionadas.

Leia também: O que a autoestima pode fazer por você

Detalhes da pós-produção

Toda a equipe do projeto é formada por mulheres para que as modelos se sintam mais confortáveis nos ensaios
Naked Fotografia
Toda a equipe do projeto é formada por mulheres para que as modelos se sintam mais confortáveis nos ensaios

A pós-produção fica por conta da Mariana. Nesse momento, as fotos vão ser selecionadas e tratadas antes de serem impressas. “Trabalhamos com o equilíbrio da imagem e usamos photoshop para fazer correções gerais de luz”, explica. Mas esse uso do programa de edição é mínimo. A designer explica que mesmo quando a modelo se incomoda com algo, como uma estria, ela procura apresentar soluções sem precisar transformar a imagem em algo irreal.

Depois de tratadas, as imagens são encaminhadas para a modelo aprovar. E essa é a melhor parte! Muitas mulheres se emocionam ao finalmente se reconhecerem como pessoas bonitas. Michelle conta que não se esquece de uma mulher que viu as fotos, começou a chorar e disse “Eu sou bonita mesmo”.

Por fim, as fotos do ensaio sensual podem ser transformadas em uma revista personalizada ou em quadros, tudo depende do pacote escolhido pela cliente. Além disso, as profissionais garantem total segurança no processo. Todas as fotos são tratadas e impressas no próprio estúdio e não são divulgadas sem devida autorização.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.