Apesar do profissional em coaching ter sido criado para ajudar pessoas no desenvolvimento pessoal ou profissional, contratação pode se tornar furada

Coach esportivo, de inteligência emocional, de relacionamentos, de lideranças… Hoje em dia, existem profissionais em coaching até mesmo de mães. Esse especialista é um profissional multidisciplinar que se dedica em apoiar os processos de desenvolvimento pessoal ou profissional de pessoas em seus diferentes papeis e momentos de vida. Resumindo, é um especialista em ajudar os outros a alcançarem seus objetivos.

Leia também: Coaching para crianças pode ajudar no desenvolvimento infantil

Antes de contratar um coach, a pessoa deve ter em mente qual o objetivo quer alcançar para escolher o melhor profissional
Shutterstock
Antes de contratar um coach, a pessoa deve ter em mente qual o objetivo quer alcançar para escolher o melhor profissional

De acordo com Claudia Klein, especialista em desenvolvimento profissional e diretora da International Coach Federarion (ICF) do Rio de Janeiro, o coach deve ser capaz de valorizar os recursos do próprio cliente para que o objetivo seja realmente alcançado.

“Um processo de coaching facilitado por um coach profissional serve para apoiar o indivíduo no alcance de objetivos. Partindo da situação atual, o profissional emprega técnicas e ferramentas que estimulam o processo de reflexão e de tomada de decisão que levam o cliente a agir e caminhar em direção a seu objetivo.”

Quando contratar um coach

O profissional em coaching deve oferecer apoio de uma forma empática, reconhecendo as dificuldades envolvidas em um processo de mudança. O serviço é indicado para pessoas que desejam mudar uma situação ou condição em que está, seja na sua vida pessoal ou profissional. “É indicado quando o cliente está em condições emocionais de se manter orientado para o alcance de resultados e se move em direção a este futuro desejado.”

Claudia dá como alguns exemplos de possíveis objetivos com a contratação de um coach o desenvolvimento de competências específicas relacionadas aos processos de gestão de pessoas, desenvolvimento de competências socioemocionais, desenvolvimento de um negócio, propiciar ao cliente a ampliação do seu horizonte profissional, preparação para transição de carreira – promoções, movimentações, reflexão de carreira na aposentadoria – e necessidade de integração cultural – chegada à empresa, a uma unidade de negócio ou a uma área.

Cuidado

Parece um verdadeiro sonho: alguém que vai estar do seu lado para te ajudar a alcançar seus objetivos. Entretanto, a contratação desse serviço pode também se tornar um verdadeiro pesadelo. Um problema, segundo Claudia, é quando o próprio cliente não está comprometido com o objetivo que definiu para sua vida. O profissional pode passar todas as informações do que é necessário ser feito, mas se a pessoa não colocar em prática, não adianta nada.

Leia também: Ler muito te deixa mais atraente para o sexo oposto, afirma estudo

Claudia Klein é especialista em desenvolvimento profissional e diretora de relacionamento com o mercado da International Coach Federarion do RJ
Gilvan de Souza
Claudia Klein é especialista em desenvolvimento profissional e diretora de relacionamento com o mercado da International Coach Federarion do RJ

“Também pode ser uma furada quando o coach contratado não é um profissional que apresenta a formação, a experiência e as habilidades essenciais para apoiar o cliente", completa Claudia. 

Para que a contratação do serviço não vire uma roubada, a especialista em desenvolvimento profissional separou 10 dicas para quem está pensando em adquirir uma ajudinha. Confira:

1. Calma

Você ficou um tempo pensando se contratava ou não um profissional de coaching e, agora que decidiu que quer sim investir nisso, quer a pessoa para ontem? É preciso ter calma nessa hora para que uma contratação por impulso não gere uma frustração e perda de tempo e dinheiro.

2. Avalie

Compare pelo menos três diferentes propostas. Pode haver uma grande variabilidade entre os perfis dos profissionais. Ao compararar as diferentes propostas, aumentam as chances de você encontrar o profissional que mais se encaixa com seu perfil. Além disso, você também poderá negociar itens que, como cliente, acha fundamentais.

3. Pesquise

Além de avaliar os profissionais, é preciso também pesquisar sobre o mercado. Você precisa entender sobre o que vai contratar. Procure saber mais sobre os termos Business Coaching e Life Coaching e seus nichos de atuação.

4. Trace um objetivo

Você precisa entender o que quer ser e o que quer ter no final do programa com um coach. Você tem de saber exatamente o que quer para que o profissional defina o melhor tipo de programa de coaching para você. Isso também te ajudará a escolher o profissional que melhor poderá te atender.

5. Peça indicação

Por que não entrar em contato com organizações profissionais de coaching para encontrar profissionais credenciados? Busque indicações para que as chances de uma verdadeira roubada diminuam.

6. Proposta de trabalho

Após ter um contato inicial com os profissionais selecionados, fale quais são seus objetivos e expectativas com esse trabalho. Os coaches deverão dizer o que acharam e em seguida, você pode solicitar uma proposta formal de prestação de serviço. Ela deverá conter a descrição do serviço, as principais etapas para a sua realização, eventuais ferramentas de autoconhecimento que serão utilizadas, o perfil, experiência e nível da formação do profissional, as regras para o gerenciamento das reuniões e as condições logísticas e comerciais.

7. Critérios de avaliação

Saiba o que, pra você, é essencial e o que não é tão importante. Compare as ofertas e não esqueça de avaliar a experiência prática do profissional não só pelas horas de atendimento como também pelo tempo de experiência na atuação no nicho de mercado. É preciso que seja criada uma relação de confiança, então avalie também o que você sentiu sobre os candidatos na hora da conversa.

8. Confirmação

Você já definiu o coach certo para ajudá-lo, então a hora é de tirar todas as dúvidas sobre as proposta e confirmar todas as suas expectativas. É também o momento de negociar as condições que você não concorda.

9. Dê retorno

Não se esqueça dos outros profissionais que dedicaram um tempo falando com você, mas que não foram selecionados. Dê um retorno falando que escolheu outra pessoa e agradeça pela disponibilidade. É horrível quando a gente espera a resposta de alguém e ela nunca chega.

Leia também: Terapia regressiva acessa os "porões" da memória para sanar traumas

10. Seja o protagonista

Claro que para você alcançar seu objetivo é preciso muito empenho do profissional, mas não adianta nada o coach se esforçar e você não botar em prática tudo o que aprendeu. É preciso coragem para deixar nascer uma nova e desejada versão de você mesmo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.