Jantar fora com uma amiga ou curtir o bar com conhecidos solteiros podem render momentos de muita descontração

Com a chegada do Dia dos Namorados, muitas solteiras começam a ficar tristes por não ter com quem curtir esse dia especial. O coach e palestrante Jaques Grinberg Costa defende que, para quem não está namorando, 12 de junho deve ser mais um dia normal. Mariuza Pregnolato, psicóloga clínica com especialização em análise comportamental cognitiva, concorda e é categórica: “O humor não deveria mudar”.

“A ideia é que a gente busque a felicidade dentro de nós mesmas. Não em um namorado ou em um modelo imposto pela sociedade”, sugere Mariuza.

Para ser feliz com ou sem namorado, a psicóloga afirma que é preciso estar satisfeita consigo mesmo: “O outro alguém tem que ser apenas um 'plus', algo que acrescente, na sua vida”.

>> Veja sugestões para as solteiras se divertirem no Dia dos Namorados:


Jaques garante que estar ou não solteira é sempre uma opção da pessoa. Ele alega que mulheres que inventam desculpas para não se relacionar, no fundo não querem namorar. “Querer alguém para passar o Dia dos Namorados não é a mesma coisa que querer um namorado para crescer e construir uma vida juntos”, afirma.

Os programas para curtir a data comemorativa solteira dependem muito da personalidade e humor de cada pessoa. “Faça alguma coisa especial que você gosta. Você precisa saber o que te faz sentir bem”, recomenda Mariuza.

Se está meio depressiva, pensando em algum ex-namorado nesta data, Mariuza dá a dica: nada de ouvir aquela música ou ver o filme que te faz lembrar o tempo que passaram juntos. “É preciso fazer força e mudar o rumo dos pensamentos quando estiver lembrando algo que te entristece”, aconselha a psicóloga.

Leia também: 
É vergonha ser solteira?
“Sou a dona do controle remoto”
Como fazer amigos na vida adulta?

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.