Luciana Ochoa decidiu explicar por que mulheres demoram tanto em banheiros públicos

BBC

Post no Facebook teve quase 90 mil curtidas
Thinkstock/Getty Images
Post no Facebook teve quase 90 mil curtidas

É uma lição de vida que, geração após geração, as mães passaram para as filhas e, mesmo assim, é um segredo para muitos homens. Até agora. A argentina Luciana Ochoa decidiu romper o silêncio e, de uma vez por todas, explicar aos homens por que, com bastante frequência, as mulheres levam mais tempo que os homens para ir ao banheiro na rua.

No texto de autoria não identificada que foi publicado por Ochoa no Facebook, os homens aprendem com detalhes que tudo começa com uma vozinha da mãe dizendo: "Nunca, nunca mesmo, se sente em um banheiro público".

Dependendo do estado do banheiro público, as mulheres têm duas opções: limpar o assento e cobri-lo com papel higiênico antes de sentar-se e a que Ochoa chama de "postura Ninja".

"'A posição' é uma das primeiras lições da vida de uma menina", escreve no post, que foi compartilhado mais de 110 mil vezes. "Super importante e necessária, irá nos acompanhar pelo resto de nossas vidas."

"Mas ainda hoje, mesmo adultas, é muito difícil manter 'a posição' quando nossa bexiga está a ponto de arrebentar."

A posição consiste em começar a dobrar as pernas como se fosse sentar, mas sem terminar de fazê-lo. O corpo nunca deve tocar o vaso sanitário; fica a meio caminho entre estar em pé e sentado.

Mais dificuldade

Ochoa explica como o procedimento se complica quando a porta não tem tranca e/ou não há um gancho para pendurar a bolsa - as duas coisas podem acontecer ao mesmo tempo.

"É aí que sua coxa começa a tremer, porque você está suspensa no ar, com as pernas flexionadas, a calcinha cortando a circulação da coxa, o braço esticado fazendo força contra a porta e a bolsa de 5 quilos pendurada no seu colo", relata.

"Neste momento, você vê seu namorado, que entrou e saiu do banheiro dos homens e ainda sobrou tempo para ler um livro de Borges enquanto te esperava. 'Por que você demorou tanto?', ele pergunta, entediado. 'Tinha muita fila, você se limita a dizer'."

Após a publicação, Ochoa recebeu centenas de comentários, muitos dando mais detalhes do que ocorre porta adentro do banheiro das mulheres.

"Faltou [dizer] que você seca a mão no cabelo ou às vezes dá descarga e não tem água", escreveu Susana Recabarren.

Por sua parte, Fabiana Pardo conta como a situação se dificulta quando se trata de uma mulher que entra com a filha pequena e as duas precisam ir ao banheiro. "Aí está você, em um cubículo de 1 x 1 tendo que urinar como puder".

Alguns homens não esconderam seu espanto ao ler as revelações. "Pobres mulheres! Enquanto vocês passam por isso, nós fazendo competições para ver quem acerta bem no meio", escreveu Claudio Fabian Sidoli.

>>> Curta a página do Delas no Facebook e siga o @Delas noTwitter <<<

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.