Vencendo uma infância pobre e violenta, o racismo e abusos sexuais, americana se tornou uma apresentadora bilionária; veja 10 frases que mostram o que ela aprendeu com a vida

Uma história cheia de reviravoltas que resulta num final feliz. Apesar de resumir as tramas da maior parte das novelas e filmes, essa frase encaixa bem mesmo é com a vida real da bilionária americana Oprah Winfrey. Pouco conhecida no Brasil, ela passou 25 dos seus 61 anos como dona do talk show mais popular da história da TV americana. Frequentadora assídua da lista dos mais ricos do mundo, Oprah tem uma fortuna estimada em US$ 3 bilhões, segundo a revista Forbes.

A atração que ela apresentava, “The Oprah Winfrey Show”, encerrou sua trajetória de sucesso em maio de 2011. No mesmo ano, a apresentadora estreou o seu próprio canal, o OWN (Oprah Winfrey Network).  A emissora veio a se juntar ao império da estrela, que inclui uma bem-sucedida produtora de TV e umas das revistas de maior tiragem e faturamento dos EUA, a O Magazine, que estampa Oprah em todas as suas capas. 

O presente de sucesso não lembra nem de longe o passado de dificuldades dela, que nasceu numa família pobre do estado americano do Mississipi, num época em que o racismo era latente no país. Sem um relacionamento sério, os pais a tiveram quando eram adolescentes. A gravidez inesperada e o nascimento de Oprah geraram muitas brigas entre os dois jovens.


Desconte com o nascimento, o pai pouco visitava a filha. Em busca de trabalho, a mãe viajou para o norte dos EUA. Com isso, a futura apresentadora nos seus seis primeiros anos foi criada por uma avó materna rigorosa, que ensinou a neta ler aos três anos, mas que batia em Oprah quando ela errava algum trecho da bíblia. O desempenho na igreja deu o apelido de ‘a pregadora’ para a pequena menina.

Com seis anos, a mãe voltou para buscar a filha. Mas três anos depois, Oprah passou a sofrer mais ainda, sendo abusada sexualmente repetidas vezes por parentes. Ameaçada pelos agressores, não podia contar sobre os abusos aos pais. Aos 13, ela conseguiu uma bolsa de estudos num colégio, fugindo de casa logo depois. 

Morando na casa da melhor amiga que a acolheu, Oprah sofreu um novo baque. Depois de completar 14 anos, ela engravidou de um namorado, que não quis assumir a criança.  Deprimida, ela seu cuidou pouco durante a gestação e com nove meses deu a luz a um menino que morreria logo após o nascimento. A depressão dela se agravou.

Livro 'O Que Eu Sei de Verdade', da apresentadora Oprah Winfrey
Divulgação
Livro 'O Que Eu Sei de Verdade', da apresentadora Oprah Winfrey

Ela voltou então a morar com a mãe e mergulhou nos estudos para sair da depressão. Aos 17, ganhou um concurso de beleza e foi chamada para trabalhar numa rádio. O desempenho como locutora a credenciou para trabalhar na TV como apresentadora. Sendo a primeira negra a apresentar um telejornal na cidade de Nashville. Oprah foi depois trabalhar em Baltimore e em Chicago, onde despontou e começou sua trajetória como estrela televisiva.

Em 1983, aos 29, ela começou a apresentar o talk show "AM Chicago'. Oprah logo se tornou líder de audiência. Meses depois, a atração foi rebatizada como “The Oprah Winfrey Show”.

Lançado no Brasil no final do ano passado, o livro “O Que Eu Sei de Verdade” (editora Sextante) traz textos de Oprah com todo aprendizado que ela acumulou em sua impressionante trajetória de vida. São dessa publicação as frases abaixo, com dez ensinamentos de apresentadora que venceu a pobreza, a violência e se tornou um exemplo a ser celebrado neste Mês da Mulher.  

1 - MUDE SUA VIDA
“Tomara que no futuro você olhe para trás e se lembre de hoje como o dia em que decidiu fazer cada um dos seus momentos valer a pena, aproveitar cada hora como se fosse a última.  E, se tiver que escolher entre ficar sentado e dançar, espero que você dance.” 

2 – VIVA NO PRESENTE
“Minha prática espiritual número um é tentar viver no presente... resistir à tentação de planejar o futuro ou lamentar os erros do passado... sentir o verdadeiro poder do agora. Este, meus amigos, é o segredo para uma vida feliz.” 

3 - SUPERE O MEDO
“O que eu sei de verdade é que, quando você retira o medo da equação, a resposta que procura aparece com mais clareza.”  

4 – SEJA GRATA
“Sentir-se grato o tempo todo não é fácil. Mas é justamente quando você se sente menos grato que mais precisa daquilo que a gratidão pode lhe dar: perspectiva.” 

5 – FAÇA AS PAZES COM O SEU CORPO
“O que eu sei de verdade é que não há necessidade de lutar contra o seu corpo quando você pode amá-lo, sentir-se grata  e fazer as pazes com ele” 

6 – FRACASSE O QUANTO FOR PRECISO  
“O que realmente mede a sua coragem não é o fato de você ter alcançado ou não o seu objetivo – é de ter decidido levantar e sacudir a poeira independentemente de quantas vezes tenha fracassado”

7 - DESCUBRA SUA PAIXÃO
“Se você recebe para fazer o que ama, cada contracheque é como um bônus. Dê a si mesmo o maior bônus da vida: corra atrás da sua paixão. Descubra o que adora fazer. E então faça!” 

8 – NÃO CONSUMA PRA SER FELIZ
“O que eu sei de verdade é que ter as melhores coisas não equivale a ter a melhor vida. Quando você se liberta do desejo de consumir, não tenha dúvida que está no caminho certo” 

9 – USE O DINHEIRO PARA O QUE IMPORTA
“Espero que a forma como você gasta o seu dinheiro esteja em sintonia com a verdade sobre quem você é e sobre aquilo com o que se importa. Espero que seu dinheiro lhe traga alegria, assim como para as pessoas que ama. E espero que o use como uma força que lhe permita fazer o bem e realizar sua melhores intenções” 

10 – OUÇA SUA PRÓPRIA VOZ
“Quando você não sabe o que fazer, o melhor conselho que posso lhe dar é: não faça nada até as coisas se tornarem mais claras. Ficar em silêncio, se capaz de ouvir a própria voz e não as vozes do mundo ao seu redor, ajudará você a alcançar a clareza mais rápido. Assim que decidir o que quer, comprometa-se com essa decisão” 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.